Download gratuito, em MP3, gravada por Cornélio Augusto Bíblia Falada – Eclesiastes

Download gratuito, em MP3, gravada por Cornélio Augusto

untitledg.jpg

 

 Eclesiastes
Título: Emprestado da Septuaginta  Na Bíblia hebraica, é chamado
Kohelet. Embora o significado da palavra seja incerto, tem sido traduzida em
português por “pregador”, ou alguém que dirige uma reunião.
Autor: Indeterminado, ainda que comumente se aceite que tenha sido Salomão,
1:1,2. A julgar pelo que a Bíblia conta sobre sua vida, muitas das experiências
relatadas em Eclesiastes parecem corresponder às desse rei.
Texto-chave: 12:13.
Expressões-chave: “Inutilidade” e “debaixo do sol”, cada uma ocorrendo mais de
25 vezes.
Conteúdo: O livro contém as reflexões e experiências de um filósofo cuja mente
estava em conflito sobre os problemas da vida.
Após discorrer sobre as próprias desilusões, apresenta o enfoque do materialismo —
epicurista não há nada melhor que o gozo carnal dos prazeres da vida.
À medida que essa idéia aparece repetidamente ao longo do livro, é evidente que o
escritor luta contra ela, ao mesmo tempo em que expressa verdades profundas
acerca do dever e das obrigações do homem para com Deus.
Finalmente, parece sair de suas especulações e dúvidas até alcançar a conclusão
nobre de 12:13. “Tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos, porque isso é o
essencial para o homem”.
SINOPSE
I. Cap. 1 e 2
1. Introdução
Reflexões sobre a rotina monótona da vida, 1:1-11.
2. A busca de satisfação e felicidade pelo homem natural
a) Não se encontra na aquisição de sabedoria, 1:12-18
b) Não se encontra no prazer mundano, 2:1-3
c) Não se encontra na arte ou na agricultura, 2:4-6
d) Não se encontra nas grandes possessões, 2:7-11
3. Conclusões
a) O sábio é superior ao insensato, 2:12-21
b) Do epicurista. não há nada melhor do que comer, beber e gozar a vida, 2:24-26
II. Cap. 3
O ponto de vista do homem natural acerca da cansativa rotina da vida.
1. Há um tempo para tudo, v. 1-8
2. A conclusão do materialista, v. 13-22
III. Cap. 4
1. O estudo dos males sociais afasta da fé, v. 1-15
2. Conclusão. tudo é sem sentido e inútil, v. 16
IV. Cap. 5
1. Conselhos acerca dos deveres religiosos, v. 1-7
2. A insignificância das riquezas, v. 9-17
3. A conclusão é. comer, beber e gozar a vida, v. 18-20
V. Cap. 6
A falta de sentido de uma vida longa, v. 3-12
VI. Cap. 7
1. Série de ditos sábios, v. 1-24
2. Conclusões acerca da mulher má, v. 25-28
VII. Cap. 8
1. Deveres civis, v. 1-5
2. A incerteza da vida, v. 6-8
3. A certeza do juízo divino e as injustiças da vida, v. 10-14
4. A conclusão epicurista, v. 15
5. A obra de Deus e o homem, v. 16,17
VIII. Cap. 9
1. Coisas similares sucedem aos justos e aos maus; o túmulo é a meta da vida, o
homem é uma criatura de circunstâncias. Conclusão epicurista. “Comamos e
bebamos, porque amanhã morreremos”, v. 1-9
2. A sabedoria é preeminente, ainda que às vezes não seja apreciada, v. 13-18
IX. Cap. 10
Vários ditos sábios, o contraste entre a sabedoria e a insensatez etc.
X. Cap. 11
1. Conselhos acerca da generosidade, v. 1-6
2. Conselhos ao jovem, v. 9,10
XI. Cap. 12
1. Descrição poética da velhice, v. 1-7
2. Últimas palavras do mestre (ou pregador) e conclusão final acerca do dever
primordial do homem, v. 8-14

Vaidade de vaidades, diz o Pregador; vaidade de vaidades, tudo é vaidade. Que proveito tem o homem de todo o seu trabalho, com que se afadiga debaixo do sol?” (Ec 1:2,3)

 

Cap 01:  http://www.box.net/shared/vaq18clpyt

 

Cap 02: http://www.box.net/shared/ntb2877q04

 

Cap 03: http://www.box.net/shared/ad1u9bu63o

 

Cap 04: http://www.box.net/shared/suiezxuj5f

 

Cap 05: http://www.box.net/shared/k6hooxsvtu

 

Cap 06: http://www.box.net/shared/e00buff31o

 

Cap 07: http://www.box.net/shared/juaa6feq7i

 

Cap 08: http://www.box.net/shared/pl9ytovcaj

 

Cap 09: http://www.box.net/shared/j5ps9me58h

 

Cap 10: http://www.box.net/shared/dgf4kkll2p

 

Cap 11: http://www.box.net/shared/hlx4dfziyf

 

Cap 12: http://www.box.net/shared/qsjgtg8td4

 

“De tudo o que se tem ouvido, a suma é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más” (Ec 12:13,14)

ECLESIASTES, LIVRO DE

Livro em que estão registrados os pensamentos do “Sábio” (NTLH; RA e RC, “Pregador”), um homem que meditou profundamente sobre a vida humana, com suas injustiças e decepções, e concluiu que “tudo é vaidade” (NTLH, “ilusão’). Nesse livro fala muitas vezes um cético, isto é, alguém que duvida de tudo. Para ele, Deus está distante, ausente. Deus não acusa esse homem, mas deixa que ele fale dos seus sucessos e insucessos, do seu pessimismo e otimismo, da sua esperança e desespero. Mas esse homem se volta para Deus e descobre verdades consoladoras. O “Sábio” aconselha os jovens a se lembrarem do Criador nos dias da sua mocidade, antes que a morte chegue (12.

7). E no final do livro está a chave que o interpreta: é preciso obedecer a Deus porque ele pede contas de tudo a todas as pessoas (12.13-14).

Anúncios