MENTIRA

Terça-Feira – 13/11/2007

MENTIRA(*)

Leia:
Salmo 25:4, 5

4Ó Senhor, ensina-me
os teus caminhos!
Faze com que eu os conheça bem.
5Ensina-me a viver
de acordo com a tua verdade,
pois tu és o meu Deus,
o meu Salvador.
Eu sempre confio em ti.

Compre a verdade e não abra mão dela… Provérbios 23:23

Nos tribunais americanos, que sempre vemos nos filmes, a testemunha levanta a mão direita e o oficial pergunta: “Promete dizer a verdade, somente a verdade, nada mais que a verdade?”Os julgamentos, as comissões de inquéritos, os tribunais, sempre tentam desvendar a verdade, mostrar a verdade dos fatos, mas aquilo que é verídico sempre custa a aparecer. A verdade é escondida por testemunhas, manipulada por advogados, protegida por certas leis e regulamentos. Assim, em muitos casos, a mentira triunfa e a verdade é ignorada e ridicularizada. Quem mente uma vez tem que mentir uma segunda vez e outras vezes mais para manter as constantes mentiras. Pior ainda, cai no descrédito, perde a honra e acaba compactu-ando com um sistema perverso que passa a ser “natural”. Quem mente de forma deliberada torna-se filho de um pai nada recomendável: “O Diabo… quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira” (João 8:44). Só a verdade nos liberta da mentira. A verdade é absoluta, transparente, franca, sem, contudo, ser rude ou indelicada. A verdade é uma forma de vida. Jesus é a verdade!(*)Celsino Gama


Pense:
Mentira é a arte diabólica de enganar, dissimular e camuflar, com o objetivo de satisfazer interesses próprios.

Ore:
Senhor Deus e Pai, agradecemos-te os dias que nos concedes de vida. Ajuda-nos a sermos sinceros e verdadeiros em todos os nossos relacionamentos e especialmente contigo. Em Cristo Jesus. Amém.

“Ao jejuar, arrume o cabelo e lave o rosto para que não pareça aos outros que você está jejuando.” Mateus 6:17-18

Sábado – 22/09/2007

   
   

JEJUM

Leia:
Mateus 6:16-18

16 E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 17 Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, 18 Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.

“Ao jejuar, arrume o cabelo e lave o rosto para que não pareça aos outros que você está jejuando.” Mateus 6:17-18

Nos dias de Jesus, os judeus cobriam a cabeça com cinza quando jejuavam, afim de mostrar aos outros sua devoção a Deus. Jesus, que conhecia bem essa atitude hipócrita, avisou que as pessoas que realizavam atos religiosos para impressionar os outros, podiam ter a certeza de que não o impressionavam. Aqueles que buscavam apenas a apreciação dos outros, segundo Jesus, já “receberam sua plena recompensa”. A palavra “recompensa” aqui é um termo de negócios que significa pagamento total. Nos dias de Jesus, quando você fazia o pagamento total de algo que havia comprado, o proprietário escrevia no recibo a palavra aqui usada para “recompensa”, significando “pago por inteiro”. Então, quando Jesus diz que se você ora para ser percebido pelos outros ou se você dá algo para mostrar sua generosidade aos outros ou se você jejua para mostrar aos outros o quanto você é espiritual, você poderá até receber o reconhecimento dos outros, mas será tudo o que você receberá, mas sem a recompensa espiritual.O jejum não é uma moeda de troca para os favores de Deus, mas uma demonstração de sofrimento pelos pecados, crises morais ou espirituais nossas ou do nosso povo ou governantes.

Pense:
Jejum autêntico é jejum anônimo.
Ore:
Ensina-me, Senhor, a sofrer pelo meu próprio pecado e pelos sofrimentos dos outros, sem esperar favores especiais da tua graça e sem querer que outros me considerem uma pessoa mais espiritual. Amém.

“Quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto.” Mateus 6:6

Sexta-Feira – 21/09/2007

 

 
 

ORAÇÕES DO CORAÇÃO

Leia:
Mateus 6:5-15

5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. 7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. 8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. 9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10 Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; 11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje; 12 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; 13 E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. 14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; 15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

“Quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto.” Mateus 6:6

 

 Visitei, há alguns anos, um casal que tinha cinco filhos e que morava numa pequena casa. Uma criança atendeu à porta, e eu pedi para falar com um dos pais. “Meu pai não está em casa”, disse a criança, “e a minha mãe está no quarto de oração”. Vim a saber, mais tarde, que todas as manhãs aquela mãe se dedicava à oração e não queria ser perturbada. Soube, também, que como não havia muito espaço na casa, o “quarto de oração” da mãe era um cantinho ao lado do guarda-roupas. Quando ela estava naquele canto, as crianças sabiam que ela estava orando e que não deveria ser interrompida.Quando Jesus diz para orar no nosso quarto em segredo, Ele não está dizendo que é contra orar em público. E quando oramos em público, na igreja ou em casa, devemos sempre nos lembrar de que falamos para Deus ouvir e não para as pessoas ouvirem.Mas o melhor lugar para as orações íntimas é quando estamos sozinhos. Ali não existem distrações. Não há ninguém para impressionar, ninguém para julgar se usamos as palavras certas. O único ali é Deus, para quem derramamos nosso coração, dizendo que o amamos, precisamos dele e queremos servi-lo. Jesus diz que nossas orações devem vir do coração. Pois isto é o que Deus quer: nosso coração.

Pense:
A oração em secreto é o segredo da oração.
Ore:
Abro agora, Pai amado, meu coração. Escuta minha voz cansada e meu coração aflito. Quero contar ao Senhor meus sofrimentos e também minhas alegrias. Fica comigo e fala ao meu coração. Em nome de Jesus. Amém.

 

  

 
 
 

“Moisés permitiu que vocês se devorciassem de suas mulheres por causa dadureza do coração de vocês.” Mateus 19:8

Segunda-Feira – 17/09/2007

 

DIVÓRCIO

Leia:
Mateus 5:31-32;

31

Também foi dito: Qualquer que deixar sua mulher, dê-lhe carta de desquite.

32

Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.

 


Mateus 19:3-9

3

Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?

4

Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez,

5

E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?

6

Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.

7

Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?

8

Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.

9

Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.

“Moisés permitiu que vocês se devorciassem de suas mulheres por causa dadureza do coração de vocês.” Mateus 19:8

Às vezes as pessoas tentam lidar com as lutas do casamento por meio de anedotas. Tem, por exemplo, a história que fala dos vários estágios da “gripe matrimonial”: Durante o primeiro estágio do casamento, quando a esposa funga um pouco, o marido diz: “Meu bem, estou tão preocupado com você. Vou levar você ao médico.” Depois de certo tempo, ele diz: “Querida, estou preocupado com essa tosse. Descanse, que eu cuido de tudo”. Passados mais alguns estágios, o marido já impaciente diz: “Não consegui dormir com você tossindo no meu ouvido!” Finalmente, chega o estágio em que ele diz: “Pare com isso! Você quer que eu pegue uma pneumonia?” Esta é uma tentativa de mostrar como os corações endurecem. Jesus disse que corações endurecidos são a causa dos divórcios. Deus não deseja que os casamentos acabem em divórcio. Na verdade, Deus odeia o divórcio (Malaquias 3.16). Para saber como anda nosso casamento, devemos analisar nossos corações. É incrível o que um coração manso e amável pode fazer. Algumas pessoas que se divorciaram me disseram anos mais tarde que queriam ter lutado mais para resolver as coisas. Fico feliz, porém, que a igreja possa cuidar das pessoas que passaram pelo divórcio. O carinho de Deus está disponível a todos os que sofrem e lutam.

Pense:
É incrível o que um coraçãomanso e amável pode fazer.

Ore:
Senhor, tu criaste o casamento para ser algo bom, mas ele facilmente se estraga. Pedimos cura para os casamentos falidos e mansidão para os corações endurecidos. Em nome de Jesus. Amém.


 

O QUE É ADULTÉRIO? “Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” Mateus 5:28

Fonte cada dia

O QUE É ADULTÉRIO?

Leia:
Mateus 5:27-30

27

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.

28

Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

29

Portanto, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

30

E, se a tua mão direita te escandalizar, corta-a e atira-a para longe de ti, porque te é melhor que um dos teus membros se perca do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

“Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.” Mateus 5:28

De acordo com Jesus, adultério não é apenas o ato da relação sexual fora do casamento, mas algo que se faz na própria mente. Jó, que compreendia isto, disse “Fiz acordo com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças” (Jó 31:1, 7). Davi permitiu que seu coração fosse guiado por seus olhos quando “viu uma mulher muito bonita tomando banho” e mandou buscá-la e “se deitou com ela” (2 Samuel 11:2-4). Davi cometeu adultério, primeiro com os olhos e depois com o corpo.Embora a atração sexual entre um homem e uma mulher seja um presente de Deus, devemos nos lembrar que desejar sexualmente outra pessoa é pecado contra a pessoa e contra Deus. Tenho visto resultados destrutivos do sexo fora do casamento e o alto e amargo preço que muitos pagam por um momento de prazer egoísta.O que fazer então? Jesus diz: “Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora… E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora.” Por meio de uma descrição chocante, Jesus diz que não devemos permitir que nossos olhos guiem nosso coração e não devemos permitir que nossas mãos façam o que é errado.

Pense:
Nossos olhos não devemguiar nosso coração.

Ore:
Senhor, tu conheces os segredos de cada coração. Conheces as nossas fraquezas e fracassos. Que nossos olhos possam olhar para ti e que nossas mãos façam a tua vontade. Em nome de Jesus. Amém.

OS QUE CHORAM

Leia:
Lucas 10:25-37

“Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.” Mateus 5:7

Conta-se a história de uma mãe que pediu a Napoleão um indulto para o filho. O imperador respondeu que por ter cometido o mesmo crime duas vezes, a justiça exigia que o jovem fosse morto. “Mas eu não peço justiça,” explicou a mãe, “mas misericórdia”. “Seu filho não merece misericórdia”, respondeu Napoleão. “Senhor”, exclamou a mulher, “Não seria misericórdia se ele a merecesse, e misericórdia é tudo o que eu peço”. “Sendo assim”, disse o imperador, “misericórdia terei” — e a vida daquele filho foi poupada.Jesus conta a história de um homem que foi espancado, roubado e abandonado quase morto. Sua única esperança era que alguém tivesse misericórdia dele. Um samaritano, que era seu inimigo, cuidou dele. O homem ferido dependia da misericórdia do samaritano.Quando Jesus nos vê feridos pela culpa do pecado, presos a um vício, ou desesperados por causa de uma vida arruinada, Ele derrama sobre nossas feridas o amor e a misericórdia de Deus e nos liberta, salva e cura.Na história de Jesus, há também dois religiosos: um sacerdote e um levita, que passaram pelo homem e o ignoraram. Há sempre o risco de nos ocuparmos tanto da estrutura da religião e nos esquecermos da sua essência, a misericórdia.
Pense:
Misericórdia não é ter pena, mas compaixão e ação para levantar o outro e restaurá-lo.
Ore:
Senhor Jesus, graças te damos por tua misericórdia que nos livra de sermos consumidos por tua ira contra nosso pecado e rebelião. Que tenhamos, na mesma medida, misericórdia por nosso próximo. Amém.

VOCÊ É MANSO?

Leia: Mateus 11:25-30

(Mateus 11:25) – Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.

(Mateus 11:26) – Sim, ó Pai, porque assim te aprouve.

(Mateus 11:27) – Todas as coisas me foram entregues por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

(Mateus 11:28) – Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

(Mateus 11:29) – Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.

(Mateus 11:30) – Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

“Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.” Mateus 5:5

 

Podemos imaginar uma pessoa humilde como alguém exageradamente submisso, ou de origem humilde, pobre, serviçal. Mas humilde é o destituído de arrogância, que não se ufana de suas virtudes, que é capaz de ouvir, considerar os outros superiores a si mesmo, uma pessoa mansa. Jesus descreve a si mesmo como sendo “manso e humilde de coração”, e provê descanso para almas sobrecarregadas. Humildade, portanto, não é sinal de fraqueza; é mansidão demonstrada pelo que é forte.Humildade não é sinônimo de pobreza, assim como riqueza não é sinônimo de arrogância, presunção, orgulho. Há pobres arrogantes e ricos humildes.Dizem que Ghandi, o homem que conquistou a independência da Índia por meio da humildade e da não violência, amava as “Bem-aventuranças” proclamadas por Jesus. Ele conquistou palmo a palmo os ideais de liberdade do seu povo pelo caminho da humildade. Sua figura frágil é praticamene sinônimo de humildade. Mansidão é força que restaura: “Se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais, deverão restaurá-lo com mansidão” (Gálatas 6:1). Os humildes, disse Jesus, “receberão a terra por herança.”

Pense:
Humildade não é sinal de fraqueza. É, antes, mansidão demonstrada pelo que é forte.

Ore:
Pai celestial, livra-nos do orgulho que com freqüência atrapalha o nosso relacionamento contigo e com nosso próximo. Dá-nos um espírito de mansidão. Oramos em nome do nosso humilde e manso Salvador. Amém.Fonte Cada Dia