Todo Dia Com as Escrituras

Êxodo 26:15-30 (leia aqui)

Os três lados do Tabernáculo eram feitos de tábuas de madeira de acácia, revestidas de ouro e colocadas verticalmente sobre bases de prata. Uma figura de almas salvas, firmemente estabelecidas na redenção da qual a prata fala claramente, e de justiça divina (o ouro) na superfície, cuja finalidade é demonstrar o caráter divino, o qual deve ser agora manifestado. Mas, a fim de que as tábuas se conservassem unidas e suportassem o vento do deserto, era ainda necessário que tivesse encaixes, os quais nos levam a pensar em tudo o que une os filhos de Deus: por exemplo, os ternos vínculos fraternais de amor. Que encorajamento para um jovem crente ter um irmão ou amigo com quem falar de suas dificuldades e com quem ajoelhar e orar a Deus! Acima de tudo, “um só Espírito” une todos os salvos do Senhor de tal maneira que permaneçam “bem ajustados e consolidados”, para que possam resistir a “todo vento de doutrina” e aos esforços do inimigo para fazê-los tropeçar (Efésios 4:2-4; 14-16; veja também 1 Coríntios 10:12). Finalmente, observe em particular aquilo que caracterizava os cantos das tábuas: elas estavam perfeitamente ajustadas (v. 24; veja João 17:21 e 1 Coríntios 1:10). Um elo mútuo com o Senhor é o que consolida os vínculos de comunhão entre os cristãos.

Anúncios

Pérolas Diárias

10 de Dezembro

“Por que, pois, se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados.” Lamentações 3.39

Existe uma linha muito tênue que separa o lamento por um sofrimento pelo qual estamos passando, e uma queixa que passa a ser pecado. É uma infelicidade nós, como crentes, nos queixarmos quando algo ruim nos acontece. Assim passamos do lamento à queixa. Com nosso queixume negamos claras afirmações das Escrituras, como, por exemplo, Romanos 8.28: “…sabemos que todas as cousas cooperam para o bem…” Ou 2 Coríntios 4.17: “Porque a nossa leve e momentânea tribulação…” Se você parar para pensar nas coisas boas que o Senhor lhe deu e nas bênçãos que resultam das aparentes “catástrofes”, o louvor ao Senhor fluirá de seus lábios. Pedimos ao Senhor que fluam rios de água viva de nossas vidas, mas ao mesmo tempo não estamos dispostos a aceitar que o leito do rio seja escavado larga e profundamente! A situação difícil em que você talvez se encontre neste momento trará gloriosas correntes de bênção se você começar a agradecer ao Senhor imediatamente. Se você passa por um período de profundo abatimento, sem dúvida está diante de um alargamento de fronteiras em sua vida espiritual. Por isso, aprenda a praticar o que dizem as Santas Escrituras: “…dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.”

maior a crise melhor em Cristo

Paulo junior, Nicodemus, McAlister e Caio fábio – Últimos dias

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

ED RENÉ KIVITZ

“NA MESA COM OS DEMÔNIOS”DIREÇÃO JOÃO CAMPOS, SILAS MALAFAIA E MARCOS FELICIANO!!

Pr. Daniel Batista - Igreja Cenáculo da Fé

Para expressar minha indignação contra estes sacerdotes de satanás, eleitos pelos meios engenhosos da maçonaria Republicana, uso com devido respeito a verdade das Sagradas Escrituras, no qual creio que se estendem difundidos em toda história para que a vontade soberana do Salvador brilhe sobre todo homem. Sempre guardando em mente que os fatos de Deus nunca poderão ser discutidos com propósitos que estejam separados da revelação imanente de Cristo.

A ideia de ministração profissional, do serviço religioso, característico do termo diakonia, não é um privilégio concedido mecanicamente por atos de vida pública. A lei canônica implica que o ato religioso, que se registra como serviço reputado à obra expiatória da cruz, esteja aplicado a obedecer o padrão ministerial provido pela vida de Jesus Cristo. O que sugere em primeira instância que a ordenação de ministros, desta mesma profissão de fé, obrigatoriamente, tenham as mesmas qualificações, idoneidade, testemunho, como capacidade de…

Ver o post original 279 mais palavras