Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu (Isaías 43:1).

Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele (1 Coríntios 8:3).

Papai me conhece

A seguinte cena aconteceu em uma mina de carvão na Bélgica, no ano de 1930.

Um menino, cujo pai era mineiro, esperava pacientemente que o elevador subisse carregando os homens que saíam do trabalho. Um inspetor, que observava o garoto, perguntou:

– O que você faz aqui?

– Espero o meu pai.

– Mas será que você vai conseguir reconhecer seu pai no meio de dezenas de homens com o mesmo capacete e o rosto cheio de pó de carvão? É melhor voltar para casa.

– Não tem problema; o meu pai me conhece.

Que boa resposta! O menino estava consciente de que seria difícil reconhecer o pai, porém também sabia que era impossível o pai não vê-lo.

Nosso Deus vê tudo, ouve tudo e sabe tudo. Quando compôs o Salmo 139, o rei Davi disse: “Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó Senhor, tudo conheces” (vv. 2-4).

Nada é muito insignificante para Deus. Ele não somente tem um conhecimento universal, mas também um amor infinito, o de um Pai por Seus filhos.

Disse o Senhor Jesus: “Aquele que me ama será amado de meu Pai”; “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará” e “Pois o mesmo Pai vos ama” (João 14:21,23 e 16:27).

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: