LEIA A BÍBLIA MANUAL DE INSTRUÇÃO DO FABRICANTE

Todo Dia Com as Escrituras https://www.chamada.com.br/meditacoes/todo_dia_com_as_escrituras/?dia=274
Deuteronômio 2:26-37 (leia aqui) https://www.chamada.com.br/biblia/?pesq=Deuteron%C3%B4mio+2%3A26-37
Lá em Gênesis 15:16 ouvimos o Senhor explicando a Abraão acerca da iniqüidade das nações de Canaã (veja também 9:5). Contudo, �não se encheu ainda a medida� dela. Levou quatrocentos anos para que esse mal se desenvolvesse. Quão grande é a longanimidade de Deus! E pensar que Ele tem tolerado um mundo que crucificou Seu Filho já há dois mil anos!

Essas nações de ambos os lados do Jordão ouviram acerca de tudo o que o Senhor tinha feito por Israel. Apesar disso, elas não se arrependeram. Por essa razão, o juízo tinha de acontecer e ninguém deveria ser poupado. Os filhos também pereceriam. Como sabemos, uma criança que morre vai para o céu, e essas crianças eram salvas de um destino muito pior que a morte. Não seria certo pensar que, quando crescessem, elas seguiriam as pegadas criminosas de seus pais, conduzindo-as à condenação?

Essas nações eram inimigas do Senhor e o povo tinha de destruí-las por causa da glória de Deus. O cristão, como Israel, nunca é chamado a lutar contra os homens. Em contraste, o que o cristão deve imitar aqui é a mansidão com a qual Israel apresenta seu testemunho (vv. 27-29).
PAZ DE CRISTO JESUS BOM DIA 📖🏃✝️🛐🤲🙏🙌🤝😍

LEIA A BÍBLIA MANUAL DE INSTRUÇÃO DO FABRICANTE

Todo Dia Com as Escrituras fonte https://www.chamada.com.br/meditacoes/todo_dia_com_as_escrituras/?dia=274
Deuteronômio 2:26-37 (leia aqui) https://www.chamada.com.br/biblia/?pesq=Deuteron%C3%B4mio+2%3A26-37
Lá em Gênesis 15:16 ouvimos o Senhor explicando a Abraão acerca da iniqüidade das nações de Canaã (veja também 9:5). Contudo, �não se encheu ainda a medida� dela. Levou quatrocentos anos para que esse mal se desenvolvesse. Quão grande é a longanimidade de Deus! E pensar que Ele tem tolerado um mundo que crucificou Seu Filho já há dois mil anos!

Essas nações de ambos os lados do Jordão ouviram acerca de tudo o que o Senhor tinha feito por Israel. Apesar disso, elas não se arrependeram. Por essa razão, o juízo tinha de acontecer e ninguém deveria ser poupado. Os filhos também pereceriam. Como sabemos, uma criança que morre vai para o céu, e essas crianças eram salvas de um destino muito pior que a morte. Não seria certo pensar que, quando crescessem, elas seguiriam as pegadas criminosas de seus pais, conduzindo-as à condenação?

Essas nações eram inimigas do Senhor e o povo tinha de destruí-las por causa da glória de Deus. O cristão, como Israel, nunca é chamado a lutar contra os homens. Em contraste, o que o cristão deve imitar aqui é a mansidão com a qual Israel apresenta seu testemunho (vv. 27-29).