Todo Dia Com as Escrituras Números 11:24-35 (leia aqui) A seu pedido, Moisés é aliviado de parte de suas responsabilidades a favor dos setenta anciãos. Desde o quarto capítulo de Êxodo, Arão foi apontado como a “boca” de Moisés (v. 16). É humilhante pensar que nossa falta de fé às vezes obriga o Senhor a confiar parte de nosso trabalho a outros. Os anciãos estão reunidos no tabernáculo onde o Espírito vem sobre eles. Aprendemos que dois desses homens, Eldade e Medade, ficaram no acampamento e profetizaram ali. Josué queria impedi-los (conforme Lucas 9:49), mas para Moisés isso era uma boa notícia. O próprio Paulo se alegrava de todo o coração que o Evangelho estivesse sendo pregado, mesmo “por inveja e porfia” (Filipenses 1:15-18). Se Deus nos tem mostrado o caminho de separação, “fora do arraial, levando o seu vitupério” (Hebreus 13:13), vamos nos conter da atitude de superioridade de julgar os crentes que, talvez mais pia e devotadamente que nós, ainda não entenderam essa separação. Tudo o que possuímos ou sabemos, temos recebido da pura graça de Deus por nós. Podemos imaginar o que aconteceu com os milhares de codornizes mortas sob o sol do deserto! Gálatas 6:8 nos adverte que “o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção”.

Almeida Corrigida e Revisada Fiel

Números 11

24  E saiu Moisés, e falou as palavras do Senhor ao povo, e ajuntou setenta homens dos anciãos do povo e os pôs ao redor da tenda.

25  Então o Senhor desceu na nuvem, e lhe falou; e, tirando do espírito, que estava sobre ele, o pôs sobre aqueles setenta anciãos; e aconteceu que, quando o espírito repousou sobre eles, profetizaram; mas depois nunca mais.

26  Porém no arraial ficaram dois homens; o nome de um era Eldade, e do outro Medade; e repousou sobre eles o espírito (porquanto estavam entre os inscritos, ainda que não saíram à tenda), e profetizavam no arraial.

27  Então correu um moço e anunciou a Moisés e disse: Eldade e Medade profetizam no arraial.

28  E Josué, filho de Num, servidor de Moisés, um dos seus jovens escolhidos, respondeu e disse: Moisés, meu senhor, proíbe-lho.

29  Porém, Moisés lhe disse: Tens tu ciúmes por mim? Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta, e que o Senhor pusesse o seu espírito sobre ele!

30  Depois Moisés se recolheu ao arraial, ele e os anciãos de Israel.

31  Então soprou um vento do Senhor e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de um dia, de um lado e de outro lado, ao redor do arraial; quase dois côvados sobre a terra.

32  Então o povo se levantou todo aquele dia e toda aquela noite, e todo o dia seguinte, e colheram as codornizes; o que menos tinha, colhera dez ômeres; e as estenderam para si ao redor do arraial.

33  Quando a carne estava entre os seus dentes, antes que fosse mastigada, se acendeu a ira do Senhor contra o povo, e feriu o Senhor o povo com uma praga mui grande.

34  Por isso o nome daquele lugar se chamou Quibrote-Ataavá, porquanto ali enterraram o povo que teve o desejo.

35  De Quibrote-Ataavá caminhou o povo para Hazerote, e pararam em Hazerote.

« »