Todo Dia Com as Escrituras Levítico 26:14-33 (leia aqui) O Senhor mais uma vez advertiu previamente o Seu povo contra a idolatria (v. 1). Infelizmente —uma palavra do profeta Amós será necessária (Amós 5:25-27), citada por Estevão (Atos 7:42, 43) para nos fazer saber — enquanto estava no deserto, a casa de Israel se prostrou diante dos ídolos que fizeram para eles mesmos e, em particular, ao abominável Moloque (ver 20:1-5). Essa é a razão pela qual todas essas ameaças, de crescente severidade, foram cumpridas em futuro distante sobre a nação culpada. Quão duro é o coração humano! Para quebrá-lo, Deus tem de desferir golpes cada vez mais fortes. Bem, às vezes Ele é forçado a nos tratar da mesma maneira! Ele começa nos corrigindo gentilmente e, se não escutarmos, Sua voz se torna mais e mais urgente. Provérbios 29:1 nos avisa: “O homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz será quebrantado de repente sem que haja cura”. Que aprendamos a reconhecer imediatamente a voz do Senhor e não recusar Sua correção (Salmo 141:5). Porque Ele nos ama, Ele jamais nos castigará além do necessário para que a lição seja aprendida. Porque Ele é fiel, Ele persistirá até o fim para assegurar que essa paciente obra trará nossos pensamentos e coração de volta a Ele.

Levítico 26

14  Mas, se não me ouvirdes, e não cumprirdes todos estes mandamentos,

15  E se rejeitardes os meus estatutos, e a vossa alma se enfadar dos meus juízos, não cumprindo todos os meus mandamentos, para invalidar a minha aliança,

16  Então eu também vos farei isto: porei sobre vós terror, a tísica e a febre ardente, que consumam os olhos e atormentem a alma; e semeareis em vão a vossa semente, pois os vossos inimigos a comerão.

17  E porei a minha face contra vós, e sereis feridos diante de vossos inimigos; e os que vos odeiam, de vós se assenhorearão, e fugireis, sem ninguém vos perseguir.

18  E, se ainda com estas coisas não me ouvirdes, então eu prosseguirei a castigar-vos sete vezes mais, por causa dos vossos pecados.

19  Porque quebrarei a soberba da vossa força; e farei que os vossos céus sejam como ferro e a vossa terra como cobre.

20  E em vão se gastará a vossa força; a vossa terra não dará a sua colheita, e as árvores da terra não darão o seu fruto.

21  E se andardes contrariamente para comigo, e não me quiserdes ouvir, trar-vos-ei pragas sete vezes mais, conforme os vossos pecados.

22  Porque enviarei entre vós as feras do campo, as quais vos desfilharão, e desfarão o vosso gado, e vos diminuirão; e os vossos caminhos serão desertos.

23  Se ainda com estas coisas não vos corrigirdes voltando para mim, mas ainda andardes contrariamente para comigo,

24  Eu também andarei contrariamente para convosco, e eu, eu mesmo, vos ferirei sete vezes mais por causa dos vossos pecados.

25  Porque trarei sobre vós a espada, que executará a vingança da aliança; e ajuntados sereis nas vossas cidades; então enviarei a peste entre vós, e sereis entregues na mão do inimigo.

26  Quando eu vos quebrar o sustento do pão, então dez mulheres cozerão o vosso pão num só forno, e devolver-vos-ão o vosso pão por peso; e comereis, mas não vos fartareis.

27  E se com isto não me ouvirdes, mas ainda andardes contrariamente para comigo,

28  Também eu para convosco andarei contrariamente em furor; e vos castigarei sete vezes mais por causa dos vossos pecados.

29  Porque comereis a carne de vossos filhos, e a carne de vossas filhas.

30  E destruirei os vossos altos, e desfarei as vossas imagens, e lançarei os vossos cadáveres sobre os cadáveres dos vossos deuses; a minha alma se enfadará de vós.

31  E reduzirei as vossas cidades a deserto, e assolarei os vossos santuários, e não cheirarei o vosso cheiro suave.

32  E assolarei a terra e se espantarão disso os vossos inimigos que nela morarem.

33  E espalhar-vos-ei entre as nações, e desembainharei a espada atrás de vós; e a vossa terra será assolada, e as vossas cidades serão desertas.

« »