Almeida Corrigida e Revisada Fiel Levítico 8 1 FALOU mais o Senhor a Moisés, dizendo: 2 Toma a Arão e a seus filhos com ele, e as vestes, e o azeite da unção, como também o novilho da expiação do pecado, e os dois carneiros, e o cesto dos pães ázimos, 3 E reúne toda a congregação à porta da tenda da congregação. 4 Fez, pois, Moisés como o Senhor lhe ordenara, e a congregação reuniu-se à porta da tenda da congregação. 5 Então disse Moisés à congregação: Isto é o que o Senhor ordenou que se fizesse. 6 E Moisés fez chegar a Arão e a seus filhos, e os lavou com água. 7 E vestiu-lhe a túnica, e cingiu-o com o cinto, e pôs sobre ele o manto; também pôs sobre ele o éfode, e cingiu-o com o cinto de obra esmerada do éfode e o apertou com ele. 8 Depois pôs-lhe o peitoral, pondo no peitoral o Urim e o Tumim; 9 E pôs a mitra sobre a sua cabeça; e sobre esta, na parte dianteira, pôs a lâmina de ouro, a coroa da santidade, como o Senhor ordenara a Moisés. 10 Então Moisés tomou o azeite da unção, e ungiu o tabernáculo, e tudo o que havia nele, e o santificou; 11 E dele espargiu sete vezes sobre o altar, e ungiu o altar e todos os seus utensílios, como também a pia e a sua base, para santificá-las. 12 Depois derramou do azeite da unção sobre a cabeça de Arão, e ungiu-o, para santificá-lo. 13 Também Moisés fez chegar os filhos de Arão, e vestiu-lhes as túnicas, e cingiu-os com o cinto, e apertou-lhes as tiaras, como o Senhor ordenara a Moisés. 14 Então fez chegar o novilho da expiação do pecado; e Arão e seus filhos puseram as suas mãos sobre a cabeça do novilho da expiação do pecado; 15 E o degolou; e Moisés tomou o sangue, e pôs dele com o seu dedo sobre as pontas do altar em redor, e purificou o altar; depois derramou o restante do sangue à base do altar, e o santificou, para fazer expiação por ele. 16 Depois tomou toda a gordura que está na fressura, e o redenho do fígado, e os dois rins e a sua gordura; e Moisés queimou-os sobre o altar. 17 Mas o novilho com o seu couro, e a sua carne, e o seu esterco, queimou com fogo fora do arraial, como o Senhor ordenara a Moisés. 18 Depois fez chegar o carneiro do holocausto; e Arão e seus filhos puseram as suas mãos sobre a cabeça do carneiro; 19 E degolou-o; e Moisés espargiu o sangue sobre o altar em redor. 20 Partiu também o carneiro nos seus pedaços; e Moisés queimou a cabeça, e os pedaços e a gordura. 21 Porém a fressura e as pernas lavou com água; e Moisés queimou todo o carneiro sobre o altar; holocausto de cheiro suave, uma oferta queimada ao Senhor, como o Senhor ordenou a Moisés.

Todo Dia Com as Escrituras

Levítico 8:1-21 (leia aqui)

Temos estudado nos primeiros sete capítulos o tema das ofertas, e agora passaremos ao assunto do sacerdócio. Se o pecador necessita de um sacrifício, o crente também necessita de um sacerdote para exercer a obra que lhe foi confiada. Agora, em Cristo, temos tanto um quanto o outro. Ele Se ofereceu, como perfeita Vítima, para nos levar a um relacionamento com Deus, e Ele é também Aquele que exerce as funções de Sumo Sacerdote para nos manter nesse relacionamento. Era preciso que Ele se tornasse o Sacrifício antes de se tornar o Sacerdote.

Vemos no capítulo 29 de Êxodo as instruções dadas pelo Senhor a Moisés quanto à consagração de Arão e seus filhos. O momento para tal cerimônia ser realizada é chegado. Toda a assembléia de Israel está reunida à entrada do tabernáculo para presenciar e observar Arão ser vestido com roupas de glória e beleza. Quão mais esplendorosa é a visão que a epístola aos Hebreus, às vezes chamada de “epístola dos céus abertos”, apresenta com relação à nossa fé. Ela nos convida a considerar “atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus”, vestido com todos os gloriosos atributos de Seu sacerdócio (3:1).

Anúncios
« »
%d blogueiros gostam disto: