Êxodo 40 20 Tomou o testemunho, e pô-lo na arca, e colocou os varais na arca; e pôs o propiciatório em cima da arca. 21 E introduziu a arca no tabernáculo, e pendurou o véu da cobertura, e cobriu a arca do testemunho, como o Senhor ordenara a Moisés. 22 Pôs também a mesa na tenda da congregação, ao lado do tabernáculo, para o norte, fora do véu, 23 E sobre ela pôs em ordem o pão perante o Senhor, como o Senhor ordenara a Moisés. 24 Pôs também na tenda da congregação o candelabro na frente da mesa, ao lado do tabernáculo, para o sul, 25 E acendeu as lâmpadas perante o Senhor, como o Senhor ordenara a Moisés. 26 E pôs o altar de ouro na tenda da congregação, diante do véu, 27 E acendeu sobre ele o incenso de especiarias aromáticas, como o Senhor ordenara a Moisés. 28 Pendurou também a cortina da porta do tabernáculo, 29 E pôs o altar do holocausto à porta do tabernáculo da tenda da congregação, e sobre ele ofereceu holocausto e oferta de alimentos, como o Senhor ordenara a Moisés. 30 Pôs também a pia entre a tenda da congregação e o altar, e nela pôs água para lavar. 31 E Moisés, e Arão e seus filhos nela lavaram as suas mãos e os seus pés. 32 Quando entravam na tenda da congregação, e quando chegavam ao altar, lavavam-se, como o Senhor ordenara a Moisés. 33 Levantou também o pátio ao redor do tabernáculo e do altar, e pendurou a cortina da porta do pátio. Assim Moisés acabou a obra. 34 Então a nuvem cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo; 35 De maneira que Moisés não podia entrar na tenda da congregação, porquanto a nuvem permanecia sobre ela, e a glória do Senhor enchia o tabernáculo. 36 Quando, pois, a nuvem se levantava de sobre o tabernáculo, então os filhos de Israel caminhavam em todas as suas jornadas. 37 Se a nuvem, porém, não se levantava, não caminhavam, até ao dia em que ela se levantasse; 38 Porquanto a nuvem do Senhor estava de dia sobre o tabernáculo, e o fogo estava de noite sobre ele, perante os olhos de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas.

Todo Dia Com as Escrituras

Êxodo 40:20-38 (leia aqui)

Até nos menores detalhes, o santuário e os objetos necessários à adoração foram preparados e colocados em seus devidos lugares. “Assim Moisés acabou a obra” (v. 33). Isso nos lembra dAquele que foi capaz de dizer ao Pai: “Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer” (João 17:4). Mas a fidelidade de Moisés sobre todas as coisas referentes à casa de Deus, mencionada em Hebreus 3:2… é apenas uma pálida sombra da fidelidade do Filho, “o qual é fiel àquele que o constituiu”. Ele revelou o Pai, santificou Seus “irmãos”, edificou o verdadeiro tabernáculo do qual se tornou o Sumo Sacerdote, estabeleceu uma nova ordem de coisas (ainda que tal ordem não seja visível e material), pela qual Deus pode ser conhecido e adorado. Com o último capítulo de Êxodo, chegamos ao fim de estudo deste maravilhoso tabernáculo. Ele ilustrou muitos aspectos da obra de Cristo e suas conseqüências. A primeira delas é que Deus desceu em glória para habitar no meio do povo (vv. 34-35). Por isso em Pentecostes, sobre o fundamento da obra consumada de Cristo, Deus Espírito Santo desceu para formar a igreja, de acordo com Efésios 2:22, para ser “habitação de Deus no Espírito”. Desde então, apesar da ruína, Ele, o Guia divino, está presente, liderando e conduzindo o povo de Deus, como a nuvem sobre o tabernáculo conduzia Israel.

« »