Almeida Corrigida e Revisada Fiel Êxodo 38 21 Esta é a enumeração das coisas usadas no tabernáculo do testemunho, que por ordem de Moisés foram contadas para o ministério dos levitas, por intermédio de Itamar, filho de Arão, o sacerdote. 22 Fez, pois, Bezalel, o filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá, tudo quanto o Senhor tinha ordenado a Moisés. 23 E com ele Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, um mestre de obra, e engenhoso artífice, e bordador em azul, e em púrpura e em carmesim e em linho fino. 24 Todo o ouro gasto na obra, em toda a obra do santuário, a saber o ouro da oferta, foi vinte e nove talentos e setecentos e trinta siclos, conforme ao siclo do santuário; 25 E a prata dos arrolados da congregação foi cem talentos e mil e setecentos e setenta e cinco siclos, conforme o siclo do santuário; 26 Um beca por cabeça, isto é, meio siclo, conforme o siclo do santuário; de todo aquele que passava aos arrolados, da idade de vinte anos para cima, que foram seiscentos e três mil e quinhentos e cinqüenta. 27 E houve cem talentos de prata para fundir as bases do santuário e as bases do véu; para as cem bases cem talentos; um talento para cada base. 28 E dos mil e setecentos e setenta e cinco siclos fez os colchetes das colunas, e cobriu os seus capitéis, e os cingiu de molduras. 29 E o cobre da oferta foi setenta talentos e dois mil e quatrocentos siclos. 30 E dele fez as bases da porta da tenda da congregação e o altar de cobre, e o crivo de cobre e todos os utensílios do altar. 31 E as bases do pátio ao redor, e as bases da porta do pátio, e todas as estacas do tabernáculo e todas as estacas do pátio ao redor.

Êxodo 38:21-31 (leia aqui)

Por intermédio dos levitas, Deus exigiu que se fizesse um inventário preciso de tudo o que fora feito e dado para Sua casa. Ele não se esquece de nada: nem mesmo do último prego e do menor alfinete, sabendo o quanto isso custou a cada pessoa que trouxe um objeto em particular. O Senhor Jesus, sentado diante do gazofilácio, estava olhando as multidões trazerem as ofertas, e apreciou muitíssimo as duas moedinhas da viúva pobre. Aquela oferta significou a completa rendição dela, pois era “todo o seu sustento” (Marcos 12:41-44).

A bacia de bronze mencionada aqui fala de uma maneira semelhante. Ela foi feita com os espelhos das mulheres, que, segundo Moisés, se reuniam à porta da tenda da congregação (v. 8). Na presença de Deus, e pelo zelo com Sua casa, o coração delas as levou a entregar não apenas um objeto inútil, mas também a preocupação consigo mesmas, sugerida pelo uso do espelho (Mateus 16:24-25). Isso é também algo que Deus aprecia e menciona em Sua Palavra. A prata recolhida do povo serviu para formar as bases do santuário e do véu. Tudo descansa na gloriosa redenção da qual a prata é símbolo (ver Números 3:48) e sobre a qual cada santo individualmente também descansa pela fé.

Anúncios
« »
%d blogueiros gostam disto: