Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promover a fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade segundo a piedade,

Tito 1:1-16

Na epístola a Tito, voltamos a encontrar os mesmos temas que nos ocuparam na primeira epístola a Timóteo: a boa ordem na igreja, a sã doutrina contrastando com aquela dos falsos mestres e seus efeitos na conduta dos crentes. Paulo instruiu a Tito que escolhesse e constituísse presbíteros (no plural) em cada igreja (Atos 14:23). Isto está longe do princípio de tantas igrejas de hoje, nas quais um só homem ocupa essa função, e a tem como se fosse um cargo hierárquico. Dignidade, sobriedade, hospitalidade e domínio próprio são as características morais indispensáveis a um bispo (a mesma pessoa também é chamada de presbítero ou ancião).Não é lisonjeiro o retrato dos cretenses feito pelos seus próprios profetas e confirmado pelo apóstolo. Essas características marcantes do homem natural não são apagadas com a conversão. Alguns ainda permaneciam mais inclinados à mentira, outros à preguiça ou ao orgulho. Cada filho de Deus deve aprender a conhecer as suas próprias tendências e, com a ajuda do Senhor, vigiar, a fim de que elas não se manifestem. Outra delas é a insubordinação! Esta já se manifesta nos filhos para com seus pais (final do v. 6 de Tito 1) e pode desenvolver-se, mais tarde, em rebelião contra todo o ensinamento divino (v. 10). Mas Deus não reconhece as obras de quem não se sujeita à autoridade de Sua Palavra (v. 16).

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: