Temos assim tanto mais confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como a uma candeia que brilha em lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vossos corações.” 1 Pedro 1.19

“Ter”, segundo a nossa concepção, significa “firme possessão”, “propriedade garantida”. O Senhor quer dizer que não apenas recebemos a Palavra profética, mas também a possuímos. Ela é uma possessão preciosa, para a qual devemos atentar como para “uma candeia que brilha em lugar tenebroso”, e dela devemos tirar o máximo proveito. Vivemos na tenebrosa noite dos tempos finais: “…até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vossos corações.” Fico profundamente comovido por Pedro não ter dito: “…até que a estrela da manhã nasça no céu, e Jesus desça da glória celestial”, mas, sim: “…até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vossos corações”. Com essas palavras, ele testifica que a vinda de Jesus tem a ver com nossos corações. Por isso, no momento em que Jesus aparecer será provocado um poderoso eco nos corações dos filhos de Deus santificados. A luz da Palavra profética é cada vez mais necessária porque o cumprimento, ou seja, a realização da profecia bíblica se acelera em nossos dias. Não está mais distante o dia em que o Senhor se revelará diante dos olhos de todo o mundo.

Extraído do livro “