Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha (1 Coríntios 11:26).

A ceia do Senhor

Antes de subir a Seu Pai, o Senhor instituiu – como recordação durante Sua ausência (João 13:1) – uma ceia em Sua memória. No “pão” e no “cálice” temos representado o Senhor crucificado. Esses dois símbolos nos lembram de que Ele nos amou até à morte. Cada vez que comemos o pão e bebemos o vinho, anunciamos a morte do Senhor até que Ele venha. Essa verdade nos é apresentada nos Evangelhos e em 1 Coríntios 11:23-34.

A ceia do Senhor pertence a todos os crentes, não somente como membros da Igreja, mas também como resgatados ao preço do sangue e do corpo do Senhor.

Somos chamados a celebrar a ceia do Senhor com amor e gratidão, em Sua memória, de uma forma digna dEle e de Sua morte. Uma participação digna do Senhor depende, sobretudo, da disposição de nosso coração e de nossa consciência. Cada um é responsável pela maneira como compartilha da ceia do Senhor. “O que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor” (v. 29), pois “será culpado do corpo e do sangue do Senhor” (v. 27).

Por isso lemos: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice” (v. 28). Se não estamos em condições de participar, então devemos confessar e abandonar nossos pecados e não simplesmente deixar de tomar a ceia, como muitos fazem

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: