E até à velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs eu vos carregarei; eu vos fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei, e vos livrarei (Isaías 46:4)

A terrível experiência de ser idosa

Uma jornalista jovem queria fazer uma matéria sobre como era ser idoso hoje em dia. Maquiada e vestida por profissionais de teatro, a aparência dela ficou bastante convincente. Esse foi o relato: “Lá estava eu, uma aposentada anônima, levemente corcunda, andando de bengala, não muito doente nem totalmente saudável”.

Pelo que ela passou? Como habitante de uma grande cidade, a repórter não tinha grandes expectativas. No entanto, não estava preparada para o que aconteceu, pois superou os piores temores dela. “Era como se eu não existisse. Como se eu fosse vento.” Com dificuldade, conseguiu um lugar em uma lanchonete, só para estar onde as pessoas estavam. Mas ninguém prestou a menor atenção nela. Ela se lembrou de uma frase que havia lido: “A velhice é lúgubre, não por causa das alegrias perdidas, mas porque nossas esperanças acabaram”. A jornalista mal conseguiu completar a experiência.

No entanto, ninguém precisa se sentir sozinho ou abandonado. Se você não tiver nenhuma pessoa neste mundo, nosso grande e misericordioso Deus ainda deseja a sua companhia. Ele irá salvar e guiar você, bem como confortar na solidão. Será que isso é difícil de acreditar?

Muitos cristãos idosos podem confirmar a verdade desse fato. Mas – e este é o ponto decisivo – o caminho para Deus Pai é unicamente através de Jesus Cristo. Sem Ele permanecemos separados de Deus, mergulhados em nossa culpa, sem esperança e solitários. O Senhor Jesus Cristo quer nos tirar dessa situação terrível. Ele é a esperança dos que não têm nenhuma esperança. Ele é o Deus que jamais abandona Seus filhos, não importa a idade que tenham.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: