Filho, perdoados estão os teus pecados… Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa (Marcos 2:5,11).

A cura mais importante

A maior parte dos desejos das pessoas está restrita a esta vida, e em especial no que se refere ao bem-estar físico. Se estão com saúde, estão contentes. Porém o Senhor Jesus Cristo sabe o que possui valor e importância infinitamente maiores que a saúde: a salvação da alma. Por essa razão, Ele disse em primeiro lugar ao paralítico: “Perdoados estão os teus pecados”, antes de curá-lo. O Senhor é capaz de sarar tanto o corpo quanto a alma, mas esta tem a primazia, mesmo porque uma alma doente origina doenças no corpo. “O sentimento sadio é vida para o corpo” (Provérbios 14:30).

Temos a tendência de dar maior atenção ao nosso corpo e, bem depois, se houver algum problema, à nossa alma. Mas o que merece mais importância: algo que irá se desfazer rapidamente ao acabar o nosso breve tempo neste mundo, como o corpo, ou algo que irá durar eternamente, projetado para ser imortal, como a alma? No entanto, as pessoas nem sequer tiram tempo para pensar sobre isso.

Pouquíssimos indivíduos têm idéia da condição terrível da sua própria alma; por isso, a palavra de Cristo: “Perdoados estão os teus pecados”, tem um significado bem mais profundo que “Levanta… e anda”. É por isso também que Deus busca despertar dentro de nós a percepção de nossa pecaminosidade e da necessidade que temos do Salvador. Em geral, quem vai aos médicos? Somente aqueles que percebem que estão doentes ou que há algo de errado com a saúde. E não é diferente com as doenças da alma. O Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, veio para os que sabem que têm uma doença terminal na alma, e não para os que se consideram justos e “bonzinhos”. E que proveito tem um corpo saudável se a alma está destinada à perdição eterna?

Talvez você esteja doente hoje. Desejamos que você se recupere o quanto antes. Mas não esqueça que sua alma também precisa de cura, que só pode ser encontrada no Médico dos médicos, Jesus Cristo.

Extraído do devocional “