E disse-lhe: Toma estes utensílios, vai e leva-os ao templo que está em Jerusalém, e faze reedificar a casa de Deus, no seu lugar (Esdras 5:15).

A única casa de Deus

No Antigo Testamento apenas uma única casa foi chamada de casa de Deus: o templo de Jerusalém. No entanto, pela infidelidade do povo, o templo de Salomão foi destruído. Mas com a reconstrução do templo sob o governo de Zorobabel após o retorno do cativeiro babilônico, a Palavra de Deus fala de reedificar a casa “no seu lugar”. Deus reconheceu somente essa casa como Sua: o templo edificado no lugar escolhido por Ele mesmo (2 Crônicas 3:1). O Senhor Jesus também reconheceu o edifício, que em Seu tempo era o templo herodiano, como sendo a casa de Seu Pai.

Da mesma maneira, hoje existe somente uma casa de Deus. É a Igreja de Deus, o conjunto total de Seus redimidos, formada desde o Pentecostes. No tempo dos apóstolos, a Bíblia fala sobre os primeiros cristãos: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações” (Atos 2:42). Eles se encontravam para serem ensinados pela Palavra, para a comunhão, para celebrar a lembrança da morte do Senhor, e para orar. Temos feito isso? Se não, devemos ser encorajados pelos piedosos judeus mencionados no livro de Esdras que reedificaram a casa de Deus onde antes ela estava. Onde os cristãos se reúnem como Igreja, como o Novo Testamento nos instrui, há um testemunho visível da casa de Deus aqui no mundo.

Extraído do devocional “