Então José lembrou-se dos sonhos que havia tido deles e disse-lhes: Vós sois espias, e viestes para ver a nudez da terra.

Gênesis 42:9-24 (leia aqui)

Enquanto esses acontecimentos se davam no Egito, a família de Jacó tinha sido deixada de lado. É como se Deus tivesse dito: “Depois de seu crime e agora que José não está mais entre vós, não tenho mais interesse em narrar a história do que lhes diz respeito”. É assim com a triste história do homem, e em particular de Israel depois de sua rejeição do Salvador. Deus não tem mais nada que dizer ao povo. Mas em Sua infinita paciência, Ele não esqueceu o objeto de Suas fiéis promessas. Ele está apenas esperando o momento certo para restabelecer Seu relacionamento com eles. E o momento certo é o da fome. Se Deus permite aflições, tais como privações e doenças, mesmo aos Seus, é freqüentemente a fim de que Cristo, o verdadeiro José, possa assumir ou reassumir o Seu verdadeiro lugar em nossa vida. Não pensemos que o passar do tempo pode apagar até mesmo o menor pecado; cada um deles está sempre patente aos olhos do Senhor, ainda que os tenhamos esquecido, teremos de prestar contas deles cedo ou tarde ao Senhor.

“Somos homens honestos”, ousaram declarar os irmãos criminosos quando se apresentaram diante daquele que pode provar o contrário e pode causar perplexidade a eles simplesmente ao revelar o seu nome. Como as pessoas podem pensar que são dignas quando na verdade são culpadas de rejeitar a Jesus?

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: