ORA Sarai, mulher de Abrão, não lhe dava filhos, e ele tinha uma serva egípcia, cujo nome era Agar.

Gênesis 16:1-16 (leia aqui)

Depois de maravilhosas evidências da fé de Abrão, infelizmente constatamos outro fracasso na vida do patriarca. Ele quer, de certa forma, ajudar Deus a manter a Sua promessa. Em vez de esperar pacientemente pelo filho que lhe havia sido anunciado, ele atenta a Sarai, sua mulher. E assim Agar, a serva que provavelmente fora trazida do Egito por ocasião do primeiro fracasso de Abrão, vem a ser a mãe de Ismael.

Depois de ter sido objeto de uma triste desavença na casa do homem de Deus, Agar foge da presença de sua ama. Mas o Senhor cuida da pobre serva, encontrando-a no caminho da obstinação pelo qual enveredou. Ele se torna para ela o Deus que se faz manifestar (v. 13). No Anjo do Senhor podemos reconhecer o próprio Senhor Jesus. Querido leitor, você já teve este encontro decisivo com Ele? Deus já se revelou a você como Aquele que vive? Foi na pessoa de Cristo que Ele se deu a conhecer (João 8:19; 2 Coríntios 4:6). É junto a este Salvador vivo que encontramos abundantemente as águas vivas da graça, da qual trata o poço de Beer-Laai-Roi (João 4:14). Observe o que o Anjo disse a Agar: “Volta para a tua senhora e humilha-te sob suas mãos” (v. 9). A humilhação e a confissão dos nossos pecados são as primeiras coisas que o Senhor pede de nós quando Se revela à nossa alma.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: