Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas (Filipenses 3:18-19).

Falsos cristãos

Uma coisa em especial entristecia o apóstolo Paulo: aqueles que se diziam cristãos mas, de fato, eram inimigos da cruz de Cristo. Estes não estavam preparados para enfrentar a vergonha e a auto-renúncia que resultam dela.

Eram pessoas que foram atraídas pela doutrina do cristianismo e exteriormente a professavam. Mas não tinham verdadeiramente nascido de novo e não estavam preparadas para ter a vida moldada por Cristo e pela cruz.

Ao contrário, a conduta deles era marcada por coisas vergonhosas e pela busca de prazeres, pois pensam somente nos desfrutes terrenos. Apesar de se proclamarem cristãos, o final deles, afirma Paulo catego ricamente, é a total destruição.

Devemos sempre nos fazer a seguinte pergunta: o que a cruz de Cristo significa para mim? Será que na minha vida ela é a revelação da justiça, da santidade, do amor e da graça de Deus? É onde minha consciência encontra paz e o meu coração é purificado pelo sangue derramado de Cristo? Os que consideram a cruz de Cristo loucura estão destinados à perdição (1 Coríntios 1:18). Tais pessoas são inimigas da cruz de Cristo.

Talvez você até tenha alguma simpatia por Jesus Cristo, o Justo que fez tanto bem, mas a idéia da cruz lhe dá horror. No entanto, foi lá que Ele enfrentou o julgamento de Deus por causa dos seus pecados e dos meus. Assim, todo o que aceita pela fé o sacrifício feito na cruz recebe o perdão dos pecados e tem acesso a Deus.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

Anúncios

Uma resposta

  1. Da gosto visitar um site como esses.

    Continue com esse otimo trabalho 😉

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: