SALOMÃO, filho de Davi, fortaleceu-se no seu reino; e o Senhor seu Deus era com ele, e o engrandeceu sobremaneira.

2 Crônicas 1:1-17 (leia aqui)

Logo após a morte de Davi, somos imediatamente apresentados ao reinado do grande Salomão. O nome Salomão significa “o pacífico” e atrai nossa atenção a Cristo, o “Príncipe da paz” (Isaías 9:6), cujo reino vindouro é retratado de maneira belíssima nas passagens e relatos que veremos em seguida. Observemos que tais capítulos tratam principalmente do reino e da adoração terrena do Messias de Israel. No entanto, em mais de uma ocasião, nossos pensamentos serão dirigidos, por analogia ou contraste, à Igreja e sua Cabeça.

O pedido que o Senhor discerne no coração do jovem rei é o mesmo feito por Paulo em favor dos efésios. O apóstolo faz menção deles em suas orações para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, lhes desse espírito de sabedoria e revelação no pleno conhecimento dele e lhes iluminasse os olhos do entendimento (Efésios 1:16-18).

“Porque o SENHOR dá a sabedoria, e da sua boca vem a inteligência e o entendimento”, escreveu Salomão em Provérbios 2:6. Que tenhamos o mesmo desejo de possuir a sabedoria do alto e a peçamos Àquele “que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera” (Tiago 1:5).

Anúncios

Uma resposta

  1. não sei eu gostaria de saber

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: