Por isso Davi louvou ao Senhor na presença de toda a congregação; e disse Davi: Bendito és tu, Senhor Deus de Israel, nosso pai, de eternidade em eternidade

1 Crônicas 29:10-20 (leia aqui)

Depois de ter falado ao povo, Davi se dirige ao Senhor. Será que ele se orgulharia de tudo o que ele e o povo deram? Pelo contrário! Ele dá glória a Deus que tudo possui, e se ajoelha diante dEle. Esses dois sentimentos sempre andam juntos. “Porque tudo vem de ti, e da tua mão to damos” (v. 14). O Senhor nos concede boas coisas a fim de que tenhamos a alegria de dar algo a Ele. Ele mesmo não tem necessidade de nada (Salmo 50:10-12). Mas o que é trazido a Ele voluntariamente, com alegria, tem valor especial para o Seu coração. Dar sob constrangimento ou por legalismo não requer amor nem fé. Era assim que os fariseus pagavam os dízimos (Mateus 23:23). Por outro lado, os macedônios, de quem Paulo fala, agiram espontaneamente e superabundaram “em grande riqueza da sua generosidade” (2 Coríntios 8:1-3).

As palavras de louvor pronunciadas por Davi não são realmente magníficas (vv. 11-13)? Experimente lê-las em voz alta, pensando no Único digno delas. “Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força. Agora, pois, ó nosso Deus, graças te damos e louvamos o teu glorioso nome”. Aleluia!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: