DISSE mais o rei Davi a toda a congregação: Salomão, meu filho, a quem só Deus escolheu, é ainda moço e tenro, e esta obra é grande; porque não é o palácio para homem, mas para o Senhor Deus.

1 Crônicas 29:1-9 (leia aqui)

Davi devotou toda a sua força (v. 2) na preparação de um palácio para o Senhor. Façamos uma auto-análise: o palácio do nosso coração realmente “não é para homens” (em geral, nós próprios) e, sim, para ao Senhor Jesus (v. 1)?

O amor do rei pela casa divina o conduziu a entregar grandes riquezas de seu próprio tesouro (v. 3). Quão maior é o amor de Jesus! O Evangelho fala de um comerciante que vendeu tudo o que possuía para comprar uma pérola de grande valor (Mateus 13:45-46). A interpretação dessa parábola é dada em Efésios 5:25: “Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela”. Veja também 2 Coríntios 8:9. Isso é algo que apenas o Senhor Jesus poderia realizar. Porém, quanto ao serviço de amor em prol dos demais, Ele nos deixa a mesma mensagem que passou aos discípulos: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João 13:15).

O exemplo de Davi produziu frutos. Todos os homens que o ouviram por sua vez ofereceram generosamente ouro, prata, e pedras preciosas para a construção da Casa de Deus (1 Coríntios 3:12). Tal abundância de generosidade deve ter tocado o coração de Davi… e toca profundamente mais o coração do Senhor Jesus, pois ao dar com alegria não somente nossos bens, mas tudo o que temos e somos, nós nos assemelhamos de fato ao nosso Senhor e Salvador!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: