QUANTO aos filhos de Rúben, o primogênito de Israel (pois ele era o primogênito; mas porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; de modo que não foi contado, na genealogia da primogenitura,

Crônicas 5:1-26 (leia aqui)

O capítulo cinco fala sobre os filhos de Rúben, de Gade e da meia tribo de Manassés. Mais preocupadas com o próprio bem-estar do que com a posse da terá prometida, essas tribos se estabeleceram do outro lado do Jordão. A falta de fé, de perseverança e sua visão materialista estão claramente demonstradas. Mas aqui (com exceção do versículo 25, cuja inclusão é necessária para a compreensão da história), é comovente perceber como a Palavra de Deus novamente reconta apenas as boas coisas que são possíveis dizer sobre elas. Em especial são enfatizadas a coragem e a confiança dessas tribos.

O coração de Deus é sempre o mesmo. Falando com o Pai sobre Seus temerosos discípulos, que iriam abandoná-Lo poucos momentos depois, o Senhor Jesus pôde dizer: “Eles têm guardado a tua palavra… e creram que tu me enviaste” (João 17:6-8). Esse é o amor de nosso querido Salvador! Ali, no lugar onde vemos somente ruínas e miséria, Ele descobre algo que O agrada! Antes de julgarmos, antes de expormos nossas críticas, lembremos a maneira que o Senhor fala dos Seus na ausência destes. E imitemos o perfeito Exemplo!

QUANTO aos filhos de Rúben, o primogênito de Israel (pois ele era o primogênito; mas porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; de modo que não foi contado, na genealogia da primogenitura,

1 Crônicas 4:21-43 (leia aqui)

Ainda entre os filhos de Judá, após reis e pessoas ricas e honradas como Jabez, vemos simples artesãos (vv. 14, 21-23). Eles eram artífices que trabalhavam com linho e tecidos, oleiros e jardineiros. A situação deles era muito humilde, mas os privilégios que tinham eram grandes, pois “moravam ali com o rei para o servirem”. É melhor evitarmos buscar uma posição elevada para nós neste mundo, se o Senhor não nos chamou expressamente para isso. Entre o povo de Deus não há muitos “sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento” (1 Coríntios 1:26; Jeremias 45:5). Toda posição importante necessariamente traz consigo responsabilidades absorventes, que em geral deixam pouco tempo para o Senhor, Sua Palavra e Seu serviço. Portanto, tenhamos cuidado de não escolher ocupações que nos impeçam de habitar com o Rei, nem de fazer Sua obra.

A tribo de Simeão foi objeto de severo julgamento por causa da violência de seu cabeça (Gênesis 49:5-7) e da idolatria em Baal-Peor (Números 25:14). Mas aqui, de acordo com o propósito do livro, são mostrados os bons resultados alcançados pela graça. Essa tribo alargou suas fronteiras e conquistou brilhantes vitórias.