TINHA Manassés doze anos de idade quando começou a reinar, e cinqüenta e cinco anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Hefzibá

2 Reis 21:1-18 (leia aqui)

Ezequias foi o rei mais fiel de todos desde o tempo de Davi. Seu filho, Manassés, seria o mais ímpio. “Prosseguiu em fazer o que era mau perante o Senhor, para o provocar à ira” (v. 6). E, além de todos os outros crimes, aqui se acrescenta a responsabilidade de ser filho do piedoso Ezequias, que dissera: “O pai fará notório aos filhos a tua fidelidade” (Isaías 38:19). Se nas Escrituras apenas estivesse registrado este capítulo falando sobre Manassés, poderíamos afirmar com toda a certeza que ele estaria perdido por toda a eternidade. Mas o segundo livro de Crônicas (33:12-13) nos conta sobre o final da história desse rei e nos ensina que a graça de Deus tem a última palavra. Quem poderia imaginar que tal homem iria se arrepender, orar e receber perdão? De fato, os pensamentos de Deus não são os nossos pensamentos. Nossa salvação não depende na maneira pela qual nos comportamos. É resultado da incomparável graça do Deus de amor. Porém, o que fizemos antes de nossa conversão é tido como abominável diante de Deus. Paulo se autodenominou o principal dos pecadores por ter perseguido a igreja. Mas acrescentou: “Por esta mesma razão me foi concedida misericórdia, para que em mim, o principal, evidenciasse Jesus Cristo a sua completa longanimidade” (1 Timóteo 1:16).

About these ads

2 Respostas

  1. a historia do rei salomao e de manasses como aconteceu

  2. quero receber sempre novidades

Os comentários estão desativados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.818 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: