E sucedeu que, ouvindo Jezabel que já fora apredrejado Nabote, e morrera, disse a Acabe: Levanta-te, e possui a vinha de Nabote, o jizreelita, a qual te recusou dar por dinheiro; porque Nabote não vive, mas é morto.

1 Reis 21:15-29 (leia aqui)

Acabe é um exemplo típico do homem que sempre quer o que não pode ter. Cheio de riquezas, ele se interessou pela vinha do vizinho. Nosso coração natural está perpetuamente insatisfeito, mas Paulo nos lembra de que “grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento” (1 Timóteo 6:6).

Mentiras e assassinato permitiram que Acabe tomasse posse do objeto de seu desejo. Ele se levanta e examina sua mais nova propriedade com alegria. Mas todo o prazer de Acabe de repente desaparece! Esperando na vinha de Nabote está alguém que o rei conhece muito bem. Elias! O Senhor o encarregou de anunciar ao rei a terrível sentença que o aguarda, uma punição que nos faz pensar no horrendo fim de um homem que traiu o sangue inocente: Judas Iscariotes (Atos 1:18)!

Finalmente, pela primeira vez, Acaba dá mostras de humilhação. Ele sabe pela história de seus predecessores que a palavra do Senhor sempre se cumpre. O ato dele significa “arrependimento para a salvação” (2 Coríntios 7:10)? Infelizmente não, como os capítulos seguintes nos mostrarão. É sempre pelos frutos que a verdadeira conversão tem de ser julgada. Porém, esperando por algum sinal de arrependimento por parte de Acabe, Deus adia a execução da sentença (Ezequiel 33:11).

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: