E no vigésimo ano de Jeroboão, rei de Israel, começou Asa a reinar em Judá.

1 Reis 15:9-24 (leia aqui)

Depois de Abias, seu filho Asa ocupa o trono de Judá. O reinado dele foi longo e bem contrastante com os dois reis que o precederam! Asa “fez o que era reto aos olhos do Senhor” (v. 11). E fazer o que eu era reto consiste primeiro em retirar, remover, destruir e queimar – uma atitude muito mais corajosa e difícil, pois envolvia enfrentar sua avó, Maaca, uma idólatra! Conhecemos as palavras do Senhor: “Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim” (Mateus 10:37). Desde o tempo de Asa, muitos jovens convertidos tiveram, e ainda têm, de enfrentar suas próprias famílias! Por outro lado, que privilégio ter pais encorajadores e que dão exemplo. Pense sobre esse jovem rei, cujo pai, avô e avó apenas lhe deram maus exemplos! É triste constatar que o fim do reinado de Asa não corresponde ao seu início; em vez de procurar ajuda do Senhor contra Baasa, ele faz uma aliança com Ben-Hadade. O segundo livro de Crônicas (cap. 16) nos permitirá retomar mais detalhadamente a história desse reinado e as lições que dela podemos extrair.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: