E DISSE Davi: Há ainda alguém que tenha ficado da casa de Saul, para que lhe faça benevolência por amor de Jônatas?

2 Samuel 9:1-13 (leia aqui)

O capítulo 8 nos revela a glória do rei Davi, mas também nos mostra algo muito mais surpreendente; a sua graça. Ele havia aprendido isso na escola de Deus ao ser o próprio objeto dessa graça. De fato, quem pelo “costume dos homens” receberia em sua corte, em sua mesa, o último representante da linhagem do rival, um herdeiro de seu inimigo (2 Samuel 4:4)?

Absolutamente impossível! Esse é um exemplo da “bondade de Deus”. Para Davi não bastava cumprir a promessa feita a Jônatas e a Saul (1 Samuel 20;14 -15; 24:21-22). Ele transbordou a graça divina sobre o pobre Mefibosete, que estava plenamente consciente de sua indignidade. Além do mais, ele não era um coxo, objeto da ira do rei em ocasião anterior (5:8)? Mas observe a maneira pela qual ele é procurado, chamado pelo nome, tranqüilizado, enriquecido e convidado como um membro da família para a mesa do rei, e finalmente adotado pela corte ate o fim de seus dias. Que belo tipo da obra de Jesus em favor do pecador!

Mefibosete não deixou de ser um coxo. O versículo 13 repete isso intencionalmente. Mas. quando estava assentado à mesa do rei, a deficiência dele não era visível. Não acontece o mesmo com o crente aqui no mundo? Sua velha natureza não o abandonou, mas, enquanto estiver em comunhão com o Senhor, a carne não tem poder sobre ele.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: