E, ouvidas as palavras que Davi havia falado, as anunciaram a Saul, que mandou chamá-lo.

1 Samuel 17:31-40 (leia aqui)

Davi se apresenta diante de Saul e comunica sua intenção. “Não poderás ir para pelejar com ele”, Saul responde de início. Contudo, ele fica impressionado pela determinação e firme confiança do jovem e se dispõe a ajudá-lo. Ele empresta sua armadura a Davi. No entanto, ela apenas o atrapalha, pois o impede de andar e se mover. Não, as armas do jovem seriam seus humildes instrumentos de pastor. Sem valor aos olhos humanos, elas demonstrariam o poder do Senhor melhor que qualquer armadura.

A armadura de Saul nos fala sobre todo o apoio e precaução que a sabedoria humana usa; para a fé isso é somente um impedimento!

Treinado por Deus em segredo para o serviço a que estava destinado (como tantos servos do Senhor e o próprio Jesus em Nazaré), Davi agora apareceem público pronto para a batalha. E, para demonstrar o poder do Senhor, ele relata uma experiência na “escola do deserto”. Sem que ninguém visse, ele tinha matado um leão e um urso para livrar as ovelhas. Podemos pensar sobre outro Pastor, que deu a vida por Suas ovelhas, livrando-as do cruel adversário (João 10:11; 17:12; 18:8). Que imenso valor um único cordeiro tem para o coração do bom Pastor!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: