E disse Jessé a Davi, seu filho: Toma, peço-te, para teus irmãos um efa deste grão tostado e estes dez pães, e corre a levá-los ao arraial, a teus irmãos.

1 Samuel 17:17-30 (leia aqui)

Enviado por seu pai (como José anteriormente – Gênesis 37:13) para obter notícias sobre seus irmãos, Davi aqui é um tipo dAquele que deixou os céus para graciosamente visitar o mundo. E então ouve os insultos lançados na cara de Israel pelo campeão filisteu. Preocupado com o que ouvira, Davi pergunta o que está acontecendo. Eliabe escuta e o repreende pela curiosidade. Da mesma maneira, nas assembléias os mais velhos podem criticar os irmãos e irmãs mais novos injustamente e sem consideração por seus sentimentos.

Mesmo tendo presenciado a unção de Davi como rei, Eliabe não o leva a sério. Ele se parece com os irmãos de Jesus: “Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele” (João 7:5).

Quarenta dias se passaram. Quarenta é o número que, nas Escrituras, corresponde ao término de um período de teste. Infelizmente, é preciso encarar os fatos – não houve ninguém, nem um só homem, para libertar Israel dos filisteus! Eliabe não pôde, mesmo sendo alto (16:7) – e por isso deve ter-se envergonhado de sua covardia diante de Davi. Nem Saul (que era mais alto que todos os homens de Israel daquela época e que fora colocado como protetor do povo), pois o Senhor o havia abandonado. Mas, para a fé de Davi, Golias era somente mais outro filisteu, que seria vencido por ter ousado insultar os exércitos do Deus vivo.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: