E HAVIA um homem de Benjamim, cujo nome era Quis, filho de Abiel, filho de Zeror, filho de Becorate, filho de Afia, filho de um homem de Benjamim; homem poderoso.

1 Samuel 9:1-14 (leia aqui)

Um novo período da história de Israel começa com o capítulo de hoje: a era dos reis. O povo havia pedido um rei. Eles sentiam necessidade de um sofisticado sistema exterior, bem ao gosto do mundo: uma monarquia com toda a pompa que tivesse direito (Atos 25:23), um poderoso exército e, finalmente, um rei de quem pudessem orgulhar-se. Vemos Saul, filho de Quis, um jovem especial, o mais belo e mais alto homem de Israel. Não seria ele apropriado? O pai de Saul o tinha enviado para encontrar algumas jumentas desgarradas. Ele obedece, mas sua busca é infrutífera. “Vamos voltar”, Saul propõe ao companheiro. Isso nos faz lembrar de que existe uma mudança de direção imprescindível na vida de todas as pessoas: a conversão. Quando alguém descobre quão inútil e frustrante é a busca pelas coisas deste mundo, acaba caindo em si, como outro jovem (Lucas 15:17) e percorrendo o caminho de volta até a casa do Pai. O companheiro de Saul lhe deu sábio um conselho: “Nesta cidade há um homem de Deus… vamo-nos, agora, lá; mostrar-nos-á, porventura, o caminho que devemos seguir.” (v. 6). Jesus é o representante de Deus para nós. Somente Ele pode mostrar-nos o caminho certo.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: