E sucedeu que, perseverando ela em orar perante o Senhor, Eli observou a sua boca.

1 Samuel 1:12-28 (leia aqui)

Deus não pode responder a orações que têm como objetivo somente a satisfação pessoal (Tiago 4:3). Se, ao contrário, nosso alvo for Sua glória, Ele jamais hesitará em nos responder (João 14:13). Esse foi o caso de Ana. Ela pediu um filho não para que ficasse egoisticamente com ele, mas para que se tornasse um servo de Deus “por todos os dias da sua vida”. O maior desejo dos pais cristãos é que seus filhos, desde a tenra idade, sejam consagrados ao Senhor Jesus. Jovens leitores cujos pais conhecem ao Senhor, sem dúvida, esse tem sido o pedido deles antes mesmo de vocês nascerem. Mas a resposta também depende de nosso desejo pessoal. Se, como Samuel, você tem uma mãe cristã que, dia após dia, o apresenta ao Senhor, você é privilegiado e tem uma grande responsabilidade.

Ana trouxe sua petição diante de Deus “pela oração e súplicas”, como Filipenses 4:6 nos exorta a fazer. E ela também mostrou moderação ao responder a Eli, que injustamente a acusou de estar bêbada. Daquele instante em diante, o rosto dela já não era mais triste. A paz de Deus lhe encheu o coração (Filipenses 4:7) antes mesmo que tivesse recebido a resposta á sua oração, o que não demorou a acontecer. “Pedido a Deus” é o significado do nome Samuel.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: