Havia, pois, já de muito tempo este costume em Israel, quanto a remissão e permuta, para confirmar todo o negócio; o homem descalçava o sapato e o dava ao seu próximo; e isto era por testemunho em Israel.

Rute 4:7-22 (leia aqui)

Os nomes na Bíblia às vezes têm significados interessantes. Isso acontece no livro de Rute. Vemos Noemi, que significa agradável, tornando-se Mara – amargura (1:20). Malon, o primeiro marido de Rute, significa fracasso, grande fraqueza; ao passo que Boaz, seu segundo marido, quer dizer exatamente o oposto: força; firmeza (1 Reis 7:21). Por fim, um dentre muitos significados de Rute é satisfeita. Que nome maravilhoso!

Ligado por laços naturais a um estado de infelicidade e total fraqueza, o pecador é levado pela graça a um relacionamento com Cristo, o Homem celestial, em quem é forte e que é o único que pode satisfazer plenamente sua alma. E tal graça é ainda mais acentuada pelo fato de que os moabitas não podiam entrar na congregação do Senhor (Deuteronômio 23:3). Na verdade, Rute não apenas foi levada à nação de Israel, mas se tornou parte da família dos príncipes de Judá. Ela foi mãe de Obede, que significa adorador. Também foi avó de Davi e ocupa um lugar na genealogia do Senhor Jesus. Hoje, a mesma graça permite que o pecador, mesmo pensando que não tem direito a nada, se torne parte da família de Deus (João 1:12).

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: