O qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” 1 Timóteo 2.4

Aqui temos uma visão bem profunda da vontade de Deus. Ele quer salvar a todos. Se você confessa os seus pecados diante do Senhor, você sabe: o sangue de Jesus Cristo purifica de todo pecado e leva você a andar como Deus quer. Também conhecemos a vontade de Deus em relação à nossa santificação: “Pois esta é a vontade de Deus, a vossa santificação.” Nas Escrituras, santificação significa um passo além do perdão do pecado. Perdão significa afastamento do pecado, santificação significa andar em direção a Jesus. Quem não vive na santificação já se afasta da santa vontade de Deus. É inevitável que em nossa vida como cristãos existam sempre as duas alternativas. Ou vivemos no âmbito da vontade de Deus e somos felizes, abençoados e consolados, ou estamos na esfera da vontade de Satanás e fazemos coisas que não gostaríamos de fazer. Você é obrigado a ceder à pressão dos seus vícios e paixões mesmo que não o queira, você mente embora gostaria de dizer a verdade, você é impuro embora gostaria de ser puro. O motivo é a sua desobediência, pois ainda não se entregou decididamente à vontade de Deus. Faça-o agora mesmo!

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

E HAVIA um homem da montanha de Efraim, cujo nome era Mica.

Juízes 17:1-13 (leia aqui)

Aqui encontramos uma família em situação degradante, muito diferente da família de Manoá. O filho roubou, a mãe amaldiçoava, e com a mesma boca (Tiago 3:10) abençoava o filho em vez de lhe chamar a atenção para a seriedade da sua ofensa. Por fim, mandou o filho fazer imagens de escultura para ela. Apesar de o nome do Senhor estar nos lábios da mulher, a lei que proibia tais práticas era completamente desprezada. O Senhor Jesus disse: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Mateus 15:8; Isaías 29:13; 46:6). Que palavras sérias! Sermos chamados pelo nome do Senhor requer que nos afastemos do mal (2 Timóteo 2:19). Chamar Jesus de nosso Senhor significa que reconhecemos a autoridade dEle. Aqui, ao contrário, todos faziam o que bem lhes parecia. Assim fizeram Mica, sua mãe e também o jovem levita de Belém, a quem Mica consagrou como sacerdote quando não tinha o direito de fazê-lo. Infelizmente, esse jovem era um descendente de Moisés (18:30). Moisés foi o que trouxe a lei, destruiu o bezerro de ouro e ensinou a maravilhosa de canção de Deuteronômio 32 ao povo. O que ele sentiria se visse seu próprio descendente se tornando sacerdote de uma imagem de escultura?