E ACONTECEU, depois de alguns dias, que, na sega do trigo, Sansão visitou a sua mulher, com um cabrito, e disse: Entrarei na câmara de minha mulher. Porém o pai dela não o deixou entrar.

Juízes 15.1-12 (leia aqui)

Sansão foi um homem de grandes contrastes. Fisicamente era muito forte; moralmente era fraco, disposto a satisfazer todos os próprios caprichos.Exteriormente era separado para o Senhor; seus cabelos longos mostravam isso. Porém, no íntimo, seu coração era dividido. A prova disso era que eleamava os inimigos de seu povo. Devemos perguntar a nós mesmos se nossa vida exterior reflete a condição de nosso coração. As vitórias visíveis não têm tanto valor para Deus quanto as vitórias secretas sobre nossos desejos. A obediência exterior precisa estar alinhada com aquilo que existe em nosso coração.

Devemos alegrar-nos por achar em nossa leitura de hoje uma figura de Jesus que “arrombou as portas de bronze e quebrou as trancas de ferro” (Salmo 107:16). A cena de Sansão arrancando as portas de Gaza e levando-as para longe sobre seus poderosos ombros nos faz pensar em Cristo. Ele quebrou as cadeias da morte e livrou “todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida” (Hebreus 2:15). Agora Ele está vivo, pois foi ressuscitado dos mortos e tem as “chaves da morte e do inferno” (Apocalipse 1:18).

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: