Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o Senhor…” Jeremias 29.13-14

Deus quer dar um avivamento ainda hoje. Muitos cristãos estão preocupados com essa questão, sobre a qual há distintas opiniões. Existem pessoas excelentes e consagradas a Deus que pensam que o Senhor não mais manda um avivamento hoje em dia. Mas eu creio de todo o coração que um despertamento é a única preparação correta da Igreja de Jesus para a vinda do Senhor. Porém, temos efetivamente um motivo para supor que é vontade de Deus enviar um avivamento? Sim, pois a Bíblia promete avivamento!

É sempre fundamental que se descubra a vontade de Deus, inclusive para a nossa própria vida, pois uma pessoa somente pode ser feliz quando vive na esfera e no âmbito da vontade de Deus. É possível perder o melhor que Deus quer nos dar quando, por desobediência, nos recusamos a fazer a vontade de Deus. Como Deus nos revela a Sua vontade? Pela direção do Espírito Santo. O próprio Senhor Jesus disse que o Espírito Santo nos guiaria a toda a verdade. Todos aqueles que, de fato, quiserem se deixar dirigir serão guiados por Ele. O pressuposto para isso é que você queira fazer a vontade do Senhor a qualquer preço. Assim você nunca vai errar, pois o Espírito de Deus o guia a toda a verdade.

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11.28-30)

O Senhor nos convida e se aceitarmos o convite experimentaremos duas maravilhosas conseqüências em nossa vida. É assim que a graça e a bondade do Senhor se espalham e alastram em nossa vida e é assim que a Sua misericórdia se renova cada manhã. Essa promessa dupla é para aqueles que vêm a Ele: “…eu vos aliviarei” e “achareis descanso para as vossas almas.” Com a promessa “eu vos aliviarei”, o Senhor promete que quer renovar e fortalecer você. Ele quer dar a você novo ânimo, abrir novas perspectivas e lhe dar uma nova visão dos fatos. E quando Ele fala: “…achareis descanso para as vossas almas”, Ele testifica que sabe que tipo de pessoas somos. Ele conhece a inquietação do nosso coração e a vaga intranqüilidade para a qual não encontramos solução em nós mesmos. Para o dia de hoje e para cada dia que virá eu lhe aconselho: corra para Jesus com todas as suas preocupações e aflições e com todos os seus fardos que você arrasta consigo. Não consulte carne nem sangue, venha para Ele!

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

Então os príncipes dos filisteus se ajuntaram para oferecer um grande sacrifício ao seu deus Dagom, e para se alegrarem, e diziam: Nosso deus nos entregou nas mãos a Sansão, nosso inimigo.

Juízes 16:23-31 (leia aqui)

Estamos chegando ao final da triste história de Sansão. Ele está cego, preso e se tornou motivo de piada para os inimigos de Deus e para seu próprio povo. E, o que é mais sério, a vergonha dele reflete sobre o próprio Deus, pois os ídolos parecem ser mais fortes que o campeão do Senhor. Mas Deus estabelece um limite para tal presunção do adversário. Uma última vitória é dada a Sansão, que leva consigo em sua morte três mil filisteus.

Sansão perdeu em seqüência sua força, sua liberdade, sua visão, e agora por fim perde a vida. Nós que fomos criados no conhecimento do Senhor Jesus devemos meditar sobre esse relato. Temos recebido muito e estamos em uma situação privilegiada. É verdade que estamos envolvidos em uma espécie de “voto de nazireado“, separados assim do mundo e de seus prazeres. Mas que recompensa temos! Um poder divino, que o Espírito Santo disponibiliza para nós, se estivermos caminhando na vontade de Deus, ao qual ninguém poderá resistir. É nossa decisão estar e permanecer entre o grupo para o qual o apóstolo João escreveu as seguintes palavras: “Jovens, eu vos escrevi, porque sois fortes, e a palavra de Deus permanece em vós, e tendes vencido o Maligno” (1 João 2:14).

Revista Lições Bíblicas Mestre em CD-Rom. gratis

 

 

Basta fazer um download para o seu computador, descompactar o arquivo e você terá os principais recursos que eram encontrados na Revista Lições Bíblicas Mestre em CD-Rom.
Neste 2º trimestre de 2009 estaremos fornecendo gratuitamente para que você possa avaliar o produto.

• Texto integral da revista Lições Bíblicas Mestre, em hipertexto, com todas as referências bíblicas vinculadas ao texto.

• Acesso integral ao texto bíblico. (Bíblia Completa)

• Dicas para o Professor – Professor em ação – artigo extraído da revista Ensinador Cristão

• Subsídio – artigo extraído da revista Ensinador Cristão

• Subsídios extras – conteúdo adicional produzido pelo Setor de Educação Cristã (On-line direto do site CPAD)

• Possibilidade de criar estudos personalizados, a partir do editor de textos utilizado em seu computador, através dos recursos copiar/colar, integrando os textos da revista Lições Bíblicas do Mestre com as passagens bíblicas e anotações específicas do professor.

• Glossário exclusivo

• Ajuda – passo a passo como utilizar

• Acesso On-line direto do site da CPAD

• Imagens e ilustrações para melhorar a compreensão com possibilidades de impressão.(On-line direto no site da CPAD)

• Plano de aula em slides (On-line direto no site da CPAD)

• Mapas e ilustrações (On-line direto no site da CPAD)

• Possibilidade do professor cadastrar o aluno,  acompanhar sua assiduidade e avaliar seu desempenho

E disse Dalila a Sansão: Até agora zombaste de mim, e me disseste mentiras; declara-me pois, agora, com que poderias ser amarrado? E ele lhe disse: Se teceres sete tranças dos cabelos da minha cabeça com os liços da teia.

Juízes 16:13-22 (leia aqui)

Havia segredos na vida de Sansão: o enigma do capítulo 14 e agora o voto de seu nazireado. Ele não conseguiu manter sigilo sobre nenhum dos dois. Os redimidos têm seus próprios segredos com o Salvador: experiências de tal magnitude que talvez não possam ser contadas a ninguém. Naturalmente nossa experiência de conversão é algo que deve ser compartilhado. Por outro lado, nem sempre podemos explicar por que alguém deve ou não deve fazer determinada coisa (Daniel 3:16). A razão é nossa consagração a Deus, nosso voto de “nazireado”, da qual nossa força espiritual depende.

Dalila, dia após dia, seduzia e atormentava o pobre Sansão. E ele, distraído e extremamente angustiado, acabou cedendo: “Então, Dalila fez dormir Sansão”. Sono fatal! “Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios” (1 Tessalonicenses 5:6).

O vitorioso sobre um leão, o homem forte que fez prodígios não sabia como dominar sua língua (14:17 e 16:17). Tiago declara: “Pois toda espécie de feras, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano; a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar” (cap. 3:7-8). Para isso precisamos da ajuda que Deus concede aos que O obedecem (1 João 3:22).

E ACONTECEU, depois de alguns dias, que, na sega do trigo, Sansão visitou a sua mulher, com um cabrito, e disse: Entrarei na câmara de minha mulher. Porém o pai dela não o deixou entrar.

Juízes 15.1-12 (leia aqui)

Sansão foi um homem de grandes contrastes. Fisicamente era muito forte; moralmente era fraco, disposto a satisfazer todos os próprios caprichos.Exteriormente era separado para o Senhor; seus cabelos longos mostravam isso. Porém, no íntimo, seu coração era dividido. A prova disso era que eleamava os inimigos de seu povo. Devemos perguntar a nós mesmos se nossa vida exterior reflete a condição de nosso coração. As vitórias visíveis não têm tanto valor para Deus quanto as vitórias secretas sobre nossos desejos. A obediência exterior precisa estar alinhada com aquilo que existe em nosso coração.

Devemos alegrar-nos por achar em nossa leitura de hoje uma figura de Jesus que “arrombou as portas de bronze e quebrou as trancas de ferro” (Salmo 107:16). A cena de Sansão arrancando as portas de Gaza e levando-as para longe sobre seus poderosos ombros nos faz pensar em Cristo. Ele quebrou as cadeias da morte e livrou “todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida” (Hebreus 2:15). Agora Ele está vivo, pois foi ressuscitado dos mortos e tem as “chaves da morte e do inferno” (Apocalipse 1:18).

Então os filisteus subiram, e acamparam-se contra Judá, e estenderam-se por Leí.

Juízes 15:9-20 (leia aqui)

Israel chegou ao ponto mais baixo. Eles não estavam apenas sofrendo sob a dominação dos filisteus, mas estavam constrangidos com a pessoa que Deus enviara para libertá-los. Os homens de Judá estavam prontos para amarrar Sansão e livrar-se dele. “Não sabias tu que os filisteus dominam sobre nós?” Isso é o mesmo que dizer: “Nós estamos satisfeitos do jeito que estamos. Por que você teve de nos trazer problemas?”

No entanto, que oportunidade esse momento representou para Sansão! Ele arrebentou as cordas novas e sozinho obteve uma retumbante vitória. Comoa junta de bois de Sangar (3:31), a queixada de jumento é uma arma desprezível. Ela enfatiza que a vitória vem somente do Senhor.

Sansão teve a experiência de, após a batalha, necessitar da água que Deus dá. Em resposta à oração dele, o Senhor fendeu a rocha, que sempre nos remete a Cristo (1 Coríntios 10:4). Da mesma maneira, se Lhe pedirmos, Deus nos dará os eternos e inesgotáveis recursos de Sua Palavra que o Espírito Santo usa para satisfazer nossas necessidades.

A vitória sobre o leão tinha providenciado comida a Sansão; depois dessa vitória, Deus lhe dá algo para beber. A vitória que o Senhor nos dá, quando esperamos Nele, é sempre um tempo de encontrar alívio e fortalecimento para nossa alma e de desfrutar o Seu amor (João 4:34).