Santo Agostinho


Aurélio Agostinho (do latim, Aurelius Augustinus), Agostinho de Hipona, São Agostinho ou Santo Agostinho foi um bispo católico, teólogo e filósofo que nasceu em 13 de Novembro de 354 em Tagaste (hoje Souk-Ahras, na Argélia); morreu em 28 de Agosto de 430, em Hipona (hoje Annaba, na Argélia). É considerado pelos católicos santo e Doutor da Igreja.
Quando lemos Santo Agostinho com a alma, e mergulharmos na meditação de seu pensamento, torna-se irresistível o desejo do conhecimento, da busca do essêncial. É como se o universo se abrisse dentro de nós, e pudessemos com ele navegar nas profundezas do conhecimento humano.
Engana-se quem pensa que a leitura de Santo Agostinho seja algo ultrapassado. Ele é tão atual e magistroso como o foi á 16 séculos atrás.
Santo Agostinho é fé, é razão, é questionamento, inquietação e desejo de saber.

Durante a leitura, parece que nos sentimos transportados para uma região obscura e secreta da alma, para um labirinto de idéias e imagens inconcebíveis ao homem superficial. É um mundo novo. É exatamente ai, no limite da fronteiriço entre a fé e a razão, que maravilhasamente vemos as águas se juntarem formando um só rio. Fica aquele sentimento do marinheiro que depois de longa viagem, descobre um novo continente.

Os Pensadores

Sinopse:

Este volume (da série Os Pensadores) contém as seguinte obras:

– CONFISSÕES (397/401)
Santo Agostinho narra sua própria vida, sua evolução espiritual, sua procura da verdade. Não é apenas a história de um homem que se transformou num dos maiores nomes do pensamento cristão: é toda uma época que ressurge, marcando a transição da cultura greco-romana para a síntese entre Classicismo e Cristianismo.

– DE MAGISTRO (Do Mestre)
O diálogo entre Agostinho e Adeodato focaliza a questão da linguagem, sua origem e papel no processo do conhecimento. Conclui que “não aprendemos pelas palavras que repercutem exteriormente, mas pela verdade que ensina interiormente”.
Digitalizado por Michel Karamazovi
Lançamento Digital Source

O Livre Arbítrio

Sinopse:

O Livre Arbítrio é um convite ao conhecimento. Ao conhecimento interior, é filosofia na sua essência.Deus é mal? Deus é o autor do mal? porque existe sofrimento se Deus é bom? Esses e outros questionamentos são análisados á exaustão.Mas o leitor menos preparado não deve temer, pois vai bem acompanhado. Santo Agostinho não nos deixa sozinhos e como que abandonados a nossa própria sorte, perdidos numa floresta de pensamentos. Mas como astuto instrutor, vai nos respondendo na mesma medida em que nos questiona novamente , tudo isso num ciclo genial até o momento em que nós encontramos no centro de nós mesmos. E dai fica fácil descobrir porque toda vida é especial, e todo homem é único.
Santo Agostinho é um daqueles gênios com que a vida presenteia a humanidade de século em século. É um daqueles homens raros, por muitos imcompreendido, por alguns subestimado, mas sempre respeitado.

Digitalizado por HIZRAEUDJS

As Confissões (Tradução)

Sinopse:

As Confissões, a sua obra de mais interesse literário, são um diálogo contínuo com Deus, em que Santo Agostinho narra a sua vida e, especialmente, a experiência espiritual que acompanha a sua conversão. Esta autobiografia espiritual é famosa pela sua introspecção psicológica e pela profundidade e agudeza das suas especulações.
Doação de Daniela Raffo

Espanhol La Ciudad de Dios

El pensamiento de SAN AGUSTIN DE HIPONA (354-430), formulado al final de la Edad Antigua, atraviesa y configura la Edad Media; se vierte después en la Edad Moderna y llega hasta la Contemporánea por el flujo de una tradición en la que entran autores tan diversos como San Isidoro, San Anselmo, Santo Tomás, Lutero, Descartes, Pascal, Hegel y Wittgenstein – entre otros muchos.
Dentro de la enorme producción literaria del gran Obispo, sus veintidós libros de La Ciudad de Dios despliegan sus ideas fundamentales y permanecen como una de las obras de mayor relevancia a lo largo de los siglos.