A solicitude no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra. O justo é um guia para o seu companheiro

Segunda-feira 23 Junho

A solicitude no coração do homem o abate, mas uma boa palavra o alegra. O justo é um guia para o seu companheiro.

Assim diz o Senhor:… Buscai-me e vivei

(Provérbios 12:25-26; Amós 5:4).

NÃO TE FAÇAS NENHUM MAL

Era noite. As portas da prisão na qual Paulo e Silas estavam encarcerados estavam trancadas. Os pés dos prisioneiros haviam sido amarrados no tronco. Qualquer tentativa de fuga era impossível; contudo, “de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos” (Atos 16:26). O carcereiro acordou e, ao ver as portas abertas, teve muito medo. Pensou na fuga dos prisioneiros, em sua responsabilidade, em sua carreira destruída e em sua reputação arruinada. Logo “tirou a espada e quis matar-se”.

Quase vinte séculos se passaram desde então. E ainda hoje, homens e mulheres desesperados só vêem uma saída: tirar a própria vida. Para dissuadi-los de cometer um erro irreparável, só podemos repetir o que o apóstolo Paulo disse ao carcereiro: “Não te faças nenhum mal.” Uma espada não libertaria aquele homem; só Deus poderia lhe dar a força para viver. Então exclamou: “Que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo.” E em seguida o carcereiro recebeu a verdadeira libertação. Foi salvo da morte eterna. Recebeu a própria vida de Deus dentro de si. A família dele também foi alcançada. Ele experimentou a alegria celestial. Depois cuidou das feridas dos presos. Aquele foi o começo de uma vida completamente nova, graças à fé no Filho de Deus. Isso também está disponível para você hoje, portanto, “não te faças nenhum mal”. Tome a mesma decisão do carcereiro: receba o Autor da vida.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br