Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos, porque para ele vivem todos

Sexta-feira 11 Abril

Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos, porque para ele vivem todos

(Lucas 20:38).

PARA DEUS TODOS VIVEM

Há muitas pessoas que estão convencidas que a morte significa o fim do ser humano. Não crêem na vida após a morte nem na ressurreição dos mortos. Quando Jesus andou na terra, existia uma seita judaica, os saduceus, que pensava assim.

Certa vez eles fizeram uma pergunta capciosa ao Senhor acerca de uma situação que expunha ao ridículo a ressurreição. Ao lhes responder, Jesus afirmou categoricamente que existe uma vida depois da morte e uma ressurreição. Terminou sua explicação com as palavras do versículo de hoje, extremamente sérias para todos os seres humanos.

Para Deus, todos vivem. Ninguém, nem os mortos, escapa de Seu olhar. Existem pessoas que querem escapar da responsabilidade suicidando-se. Porém com isso não poderão fugir da presença divina, “porque para ele vivem todos”. Deus tampouco se esquece dos pecados cometidos. Todas as pessoas que morrem sendo incrédulas ressuscitarão para a condenação; o divino Juiz lhes pedirá conta de todas as suas obras e as condenará.

Mas, felizmente, não é necessário que as coisas cheguem a este ponto. Quem se aproxima do Senhor Jesus e Lhe confessa os seus pecados, recebe o perdão e a vida eterna. Para tal alma, a morte é somente uma passagem escura até um glorioso porvir, e não teme porque tem “desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor” (Filipenses 1:23).

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br