Por isso, não teremos medo, ainda que a terra seja abalada, e as montanhas caiam nas profundezas do oceano. Não teremos medo, ainda que os mares se agitem e rujam, e os montes tremam violentamente.

Domingo – 30/12/2007

ATÉ MONTES SE AFUNDAM

Leia:
Não temeremos, ainda que a terra trema e os montes afundem no coração do mar…?Salmo 46:2

Salmo ?46

Deus está conosco
Ao regente do coro – para soprano. Canção do grupo de Corá.
1Deus é o nosso refúgio
e a nossa força,
socorro que não falta
em tempos de aflição.
2Por isso, não teremos medo,
ainda que a terra seja abalada,
e as montanhas caiam
nas profundezas do oceano.
3Não teremos medo, ainda que
os mares se agitem e rujam,
e os montes tremam violentamente.

4Há um rio que alegra a cidade de Deus,
a casa sagrada do Altíssimo.
5Deus vive nessa cidade,
e ela nunca será destruída;
de manhã bem cedo, Deus a ajudará.
6As nações ficam apavoradas,
e os reinos são abalados.
Deus troveja, e a terra se desfaz.

7O Senhor Todo-Poderoso
está do nosso lado;
o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

8Venham, vejam o que o Senhor
tem feito!
Vejam que coisas espantosas
ele tem feito na terra!
9Ele acaba com as guerras
no mundo inteiro;
quebra os arcos,
despedaça as lanças
e destrói os escudos no fogo.
10Ele diz: “Parem de lutar
e fiquem sabendo que eu sou Deus.
Eu sou o Rei das nações,
o Rei do mundo inteiro.”

11O Senhor Todo-Poderoso
está do nosso lado;
o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Em 2005, pelo menos 1.400 pessoas foram soterradas numa aldeia indígena na Guatemala. Chuvas torrenciais, que chegaram com o furacão Stan em sua passagem pela América Central, provocaram vários deslizamentos de terra. Uma catástrofe assim nos leva a pensar nas palavras do salmista: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares…” Este é um lembrete de que até mesmo as montanhas, que parecem ser símbolos de estabilidade e segurança, podem ruir. ?As pessoas que pereceram no acidente na Guatemala viram, em questões de segundos, suas vidas sendo viradas de cabeça para baixo. Quem já viveu tragédias ou sofreu perdas, sabe o que é sofrimento. Imagine, então, quem sobreviveu à catástrofe naquela vila? ?Mas, apesar das incertezas deste mundo, o salmista nos lembra de que até mesmo nos piores momentos da nossa vida encontramos força naquele que criou os céus e a terra. ?A Bíblia com freqüência se refere ao Senhor como nossa rocha. Não importa o que o futuro nos reserva, Deus será sempre refúgio, fortaleza e socorro nas tribulações. Ele é a Rocha que jamais ruirá!


Pense:
Natal é crer, não importa?o que aconteça.

Ore:
Senhor Deus, ao findar mais um ano, ajuda-nos a não temer o futuro e a estar seguros em ti, nossa Rocha. E que possamos também ajudar aqueles que enfrentam tragédias. Em nome de Jesus. ?Amém.