PREPAREM O CAMINHO

Sexta-Feira – 07/12/2007

PREPAREM O CAMINHO

Leia:
“Preparem o caminho para o Senhor; façam no deserto um caminho reto para o nosso Deus.”Isaías 40:3

Isaías 40:1-5

Mensagem de consolo
1O Senhor, nosso Deus, diz:
“Consolem, consolem o meu povo.
2Falem carinhosamente aos moradores de Jerusalém
e digam-lhes que já terminou a sua escravidão
e que os seus pecados foram perdoados.
Eles receberam de mim duas vezes mais castigos
do que os pecados que cometeram.”

3Alguém está gritando:
“Preparem no deserto um caminho para o Senhor,
abram ali uma estrada reta para o nosso Deus passar!
4Todos os vales serão aterrados,
e todos os morros e montes serão aplanados;
os terrenos cheios de altos e baixos ficarão planos,
e as regiões montanhosas virarão planícies.
5Então o Senhor mostrará a sua glória,
e toda a humanidade a verá.
O próprio Senhor Deus prometeu que vai fazer isso.”

Quando um Presidente visita uma cidade, ruas são interditadas, a segurança é reforçada e encontra-se um jeito de melhorar o visual do trajeto por onde ele irá passar. No tempo do profeta Isaías, se um rei ou outra autoridade visitasse seu país, o caminho também era preparado de antemão. Isso geralmente significava reparar estradas, remover árvores caídas e eliminar desvios, para que não houvessem empecilhos em sua chegada. Isaías conta que, de modo similar, estamos preparando “o caminho para o Senhor”. No Natal, celebramos a vinda do Rei, portanto, é importante preparar nossos corações para a sua vinda, removendo os obstáculos que impedem um bom relacionamento com Ele e com o nosso próximo. Talvez estejamos cheios de ódio ou amargura e isto nos impede de estar próximos do Senhor. Talvez existam coisas neste mundo que são mais importantes para nós do que Jesus e acabam formando barreiras entre nós e Ele. Talvez existam outros pecados influenciando nossas atitudes — cada um deles é uma barreira, um obstáculo, que impede que Cristo faça parte da nossa vida. Vamos buscar o arrependimento. Vamos remover as barreiras. Vamos abrir o caminho dos nossos corações para o Rei entrar.


Pense:
Natal é tempo de preparar o coração para a chegada do Rei Jesus.

Ore:
Ó Deus, pedimos perdão pelas nossas atitudes que impedem a passagem do teu Filho em nosso meio. Que possamos nos lembrar de tirar os obstáculos que obstruem o seu caminho. Em nome dele. Amém.


 

Wukhuphe entolongweni umphefumlo wam, Ndibulele kwigama lakho. Amalungisa aya kuzithi jize ngesithsaba ngenxa yam, Ngokuba undiphethe kakuhle. Salmos 142:7Yimani ngoko enkululekweni, athe uKristu wasikhululela kuyo; nize ningabuyi nibanjwe yidyokhwe yobukhoboka. Gálatas 5:1

Versículos de hoje

Tira a minha alma da prisão, para que louve o teu nome; os justos me rodearão, pois me fizeste bem. Salmos 142:7

ESTAI, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Gálatas 5:1

Jesus olhou para os seus discípulos e disse: – Felizes são vocês, os pobres, pois o Reino de Deus é de vocês.

Lucas 6:20-38

Felicidade e infelicidade
Mateus 5.1-12
20Jesus olhou para os seus discípulos e disse:

– Felizes são vocês, os pobres,
pois o Reino de Deus é de vocês.
21– Felizes são vocês que agora têm fome,
pois vão ter fartura.
– Felizes são vocês que agora choram,
pois vão rir.

22– Felizes são vocês quando os odiarem, rejeitarem, insultarem e disserem que vocês são maus por serem seguidores do Filho do Homem. 23Fiquem felizes e muito alegres quando isso acontecer, pois uma grande recompensa está guardada no céu para vocês. Pois os antepassados dessas pessoas fizeram essas mesmas coisas com os profetas.

24– Mas ai de vocês que agora são ricos,
pois já tiveram a sua vida boa.
25– Ai de vocês que agora têm tudo,
pois vão passar fome.
– Ai de vocês que agora estão rindo,
pois vão chorar e se lamentar.

26– Ai de vocês quando todos os elogiarem, pois os antepassados dessas pessoas também elogiaram os falsos profetas.
Amar os inimigos
Mateus 5.38-48
27– Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: amem os seus inimigos e façam o bem para os que odeiam vocês. 28Desejem o bem para aqueles que os amaldiçoam e orem em favor daqueles que maltratam vocês. 29Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também. Se alguém tomar a sua capa, deixe que leve a túnica também. 30Dê sempre a qualquer um que lhe pedir alguma coisa; e, quando alguém tirar o que é seu, não peça de volta. 31Façam aos outros a mesma coisa que querem que eles façam a vocês.
32– Se vocês amam somente aqueles que os amam, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama amam as pessoas que as amam. 33E, se vocês fazem o bem somente para aqueles que lhes fazem o bem, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama fazem isso. 34E, se vocês emprestam somente para aqueles que vocês acham que vão lhes pagar, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama emprestam aos que têm má fama, para receber de volta o que emprestaram. 35Façam o contrário: amem os seus inimigos e façam o bem para eles. Emprestem e não esperem receber de volta o que emprestaram e assim vocês terão uma grande recompensa e serão filhos do Deus Altíssimo. Façam isso porque ele é bom também para os ingratos e maus. 36Tenham misericórdia dos outros, assim como o Pai de vocês tem misericórdia de vocês.
O hábito de julgar os outros
Mateus 7.1-5
37– Não julguem os outros, e Deus não julgará vocês. Não condenem os outros, e Deus não condenará vocês. Perdoem os outros, e Deus perdoará vocês. 38Dêem aos outros, e Deus dará a vocês. Ele será generoso, e as bênçãos que ele lhes dará serão tantas, que vocês não poderão segurá-las nas suas mãos. A mesma medida que vocês usarem para medir os outros Deus usará para medir vocês.

Como falam a nós estes ensinamentos do Mestre! Deixemo-los penetrar profundamente em nossos corações e, sobretudo, vivamo-los! A maioria desses ensinamentos se encontram em Mateus 5-7; mas aqui a mensagem é mais pessoal. Não é dito aqui “Bem-aventurados os que…”, mas “Bem-aventurados vós…”

O versículo 31 resume as exortações dirigidas a “vós outros que me ouvis” (v. 27): “Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles” (v. 31). Os nossos semelhantes seriam melhor tratados se obedecêssemos a esta exortação!

Todos estes traços de caráter são estranhos à nossa natureza orgulhosa, egoísta e impaciente. O Senhor enfatiza que essas são as características de Deus mesmo, e por elas seremos conhecidos na Terra como filhos do Pai celestial (v. 35-36). Não teremos oportunidade de manifestá-las no céu, visto que ali não haverá inimigos para amar, nem injustos para suportar, nem miseráveis que consolar. A nossa responsabilidade e privilégio são de sermos semelhantes ao Senhor Jesus aqui na Terra, de refletir a mansidão, o amor, a humildade e paciência de nosso perfeito Exemplo, “pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje, quando maltratado, não fazia ameaças…” (1 Pedro 2:21-23).

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem

Quinta-feira – 7 de Dezembro

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem (Efésios 4:29).

UMAS EXORTAÇÕES PRÁTICAS

“O trato passado” dos efésios, em sua maioria de origem pagã, deveria ser radicalmente modificado, ou melhor, substituído, porque haviam se revestido “do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade” (Efésios 4:22-24). O apóstolo Paulo explica a seus filhos na fé como essa transformação deve se manifestar na vida cotidiana. Para que a vida de Cristo dê frutos em nós, devemos considerar essas exortações:

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe”. Essa expressão implica tudo o que não é decente, nem puro, nem honesto. Quando comprovamos com que facilidade voltamos ao nosso “velho trato”, compreendemos a importância dessa advertência. Quanto mal pode fazer uma palavra apressada e imprudente!

“Mas só a que for boa”. a palavra que expressa com sinceridade algo do amor que Cristo Jesus manifestava aos Seus ouvintes.

“Para promover a edificação”. Antes de falar, tenho que me perguntar: “O que vou dizer irá me promover aos olhos dos outros ou irá ajudar meu próximo a crescer na fé?”

“Para que dê graça aos que a ouvem”. Para que a graça seja manifesta aos que não O conhecem, ou traga refrigério aos crentes que necessitam, é preciso que nós mesmos a desfrutemos. Então, da abundância de nosso coração falará nossa boca sobre a graça que está em Cristo.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

E, por isso, neste tabernáculo gememos, aspirando por ser revestidos da nossa habitação celestial.

7 de Dezembro

“E, por isso, neste tabernáculo gememos, aspirando por ser revestidos da nossa habitação celestial.” 2 Coríntios 5.2

Se somos filhos de Deus renascidos, nossa vida deveria ser uma constante demonstração do acontecimento do arrebatamento. O que acontecerá quando Jesus Cristo, o Ressurreto, se revelar de maneira visível aos que Lhe pertencem? A resposta está em 1 Coríntios 15.51: “Eis que vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos.” Nessa ocasião, espiritualmente falando, a lei da gravidade será abolida, a lei da morte que nos puxa para baixo deixará de exercer sua força. Enfermidades e coisas parecidas nos deixarão como um vestido que é despido, e seremos revestidos. Num instante estaremos desligados da terra e arrebatados ao encontro do Senhor Jesus. Nós estaremos salvos!

Agora eu gostaria de lhe fazer uma pergunta direta: você pratica essa transformação no seu dia-a-dia? Outras pessoas são transformadas e renovadas pela sua vida “apta para o arrebatamento”? A vida de Jesus se manifesta através de você porque você, como diz Romanos 6, morreu e ressuscitou com Cristo, de modo que outras pessoas são libertas, salvas e transformadas pelo seu exemplo de vida? Mas, afinal, isso é possível? Sim, essa é a nossa santa obrigação!

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

6Pois já nasceu será o nosso rei.Ele será chamado de “Conselheiro

Quinta-Feira – 06/12/2007

MARAVILHOSO CONSELHEIRO

Leia:
E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro. Isaías 9:6

Isaías 9:6-7

6Pois já nasceu será o nosso rei.Ele será chamado de “Conselheiro

 

Tenho um amigo que trabalha como terapeuta para uma agência cristã de aconselhamento. Recentemente, ele fez uma observação dizendo que um conselheiro é apenas um guia. E um guia não pode servir de cicerone para alguém que não deseja segui-lo. Em outras palavras, se uma pessoa não deseja ser feliz e ter vida completa, então as palavras de um conselheiro não serão ouvidas. No livro do profeta Isaías, o Messias prometido é chamado de Maravilhoso Conselheiro. Como um conselheiro, Ele leva as pessoas à busca da cura espiritual, transforma as suas vidas e lhes dá paz. Certo jovem rico aproximou-se de Jesus e perguntou como poderia conseguir a vida eterna. Jesus deu-lhe um bom conselho: “Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me.” Em outras palavras, Jesus devia ser prioridade na vida daquele moço. Mas, “ouvindo isso, [ele] afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas” (Mateus 19:21, 22). Jesus, o Maravilhoso Conselheiro, nos guia e nos garante a vida eterna. Por meio de suas palavras alcançamos cura e saúde. Por isso, devemos segui-lo como o guia que sabe o que está dizendo e para onde está nos levando.


Pense:
Natal é ouvir e atender ao conselho de Jesus.

Ore:
Senhor Deus, abre nossos corações e nossa mente para que possamos ouvir o conselho de teu Filho e trilhar o caminho que Ele tem preparado para nós. E então teremos vida completa. Em nome dele. Amém.

И освобожу вас от всех нечистот ваших, и призову хлеб, и умножуего, и не дам вам терпеть голода. Ezequiel 36:26Господь есть Дух; а где Дух Господень, там свобода. 2 Coríntios 3:17

Versículos de hoje

E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. Ezequiel 36:26

Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. 2 Coríntios 3:17