הָפַ֣כְתִּי בָכֶ֗ם כְּמַהְפֵּכַ֤ת אֱלֹהִים֙ אֶת־סְדֹ֣ם וְאֶת־עֲמֹרָ֔ה וַתִּהְי֕וּ כְּא֖וּד מֻצָּ֣ל מִשְּׂרֵפָ֑ה וְלֹֽא־שַׁבְתֶּ֥ם עָדַ֖י נְאֻם־יְהוָֽה׃ ס Amós 4:11

Versículos de hoje

Subverti a alguns dentre vós, como Deus subverteu a Sodoma e Gomorra, e vós fostes como um tição arrebatado do incêndio; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. Amós 4:11

E, respondendo Jesus, disse: Não foram dez os limpos? E onde estão os nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? Lucas 17:17,18

A LUZ DO MUNDO

A LUZ DO MUNDO
Leia:
João 8:12-18

12De novo Jesus começou a falar com eles e disse:
– Eu sou a luz do mundo; quem me segue nunca andará na escuridão, mas terá a luz da vida.
13Os fariseus disseram a Jesus:
– Agora você está falando a favor de você mesmo. Por isso o que você diz não tem valor.
14Jesus respondeu:
– Embora eu esteja falando a favor de mim mesmo, o que digo tem valor porque é a verdade. Pois eu sei de onde vim e para onde vou, mas vocês não sabem de onde vim, nem para onde vou. 15Vocês julgam de modo puramente humano; mas eu não julgo ninguém. 16E, se eu julgar, o meu julgamento é verdadeiro porque não julgo sozinho, pois o Pai, que me enviou, está comigo. 17Na Lei de vocês está escrito que, quando duas testemunhas concordam, o que dizem é verdade. 18Eu dou testemunho a respeito de mim mesmo, e o Pai, que me enviou, também dá testemunho a meu respeito.

Eu sou a luz do mundo. Quem me segue… terá a luz da vida. João 8:12

Alexei tinha trinta anos quando perdeu a visão por causa de uma doença rara. Sua esposa, seus amigos e parentes logo o abandonaram. Somente sua amorosa mãe ficou com ele. Deprimido, ele passava seus dias ouvindo rádio. Foi assim que ele ouviu as Boas Novas de Jesus pela primeira vez. Alexei entrou em contato conosco, e eu tive o privilégio de visitá-lo algumas vezes e de lhe presentear com um Novo Testamento em áudio. Ele me disse que o seu preferido é o Evangelho de João. Por que? Porque João com freqüência contrasta as trevas com a luz. Alexei compreendia bem esse contraste. Jesus se autodenominava a luz do mundo. Ele é verdadeiramente a luz que revela a nós o amor de Deus e o caminho da salvação. Sob a luz de Cristo, nos vemos como realmente somos — pecadores que precisam de um Salvador. Sua luz remove o pecado sombrio das nossas vidas e nos mostra o caminho a seguir. Apesar de ter perdido a visão física, Alexei foi abençoado com uma aguçada visão espiritual. Quando ouviu o chamado para crer, Alexei entregou sua vida a Jesus. Ainda me lembro das palavras do seu testemunho: “Sou cego, mas posso ver a luz de Cristo. E, para mim, isso é o que mais importa”. A luz da salvação deve brilhar em nós e transformar a nossa vida.

Pense:
Cegos de verdade são aqueles que não podem ver a luz de Cristo.

Ore:
Pai, somos-te gratos, porque enviaste tua luz intensa a este mundo de escuridão. Na luz de Cristo vemos não apenas os nossos pecados, mas também a sua gloriosa salvação. Amém.

21Jesus voltou para o lado oeste do lago, e muitas pessoas foram se encontrar com ele na praia

Marcos 5:21-43

O pedido de Jairo
Mateus 9.18-19; Lucas 8.40-42
21Jesus voltou para o lado oeste do lago, e muitas pessoas foram se encontrar com ele na praia. 22Um homem chamado Jairo, chefe da sinagoga, foi e se jogou aos pés de Jesus, 23pedindo com muita insistência:
– A minha filha está morrendo! Venha comigo e ponha as mãos sobre ela para que sare e viva!
24E Jesus foi com ele. Uma grande multidão foi junto e o apertava de todos os lados.
Jesus e a mulher doente
Mateus 9.20-22; Lucas 8.43-48
25Chegou ali uma mulher que fazia doze anos que estava com uma hemorragia. 26Havia gastado tudo o que tinha, tratando-se com muitos médicos. Estes a fizeram sofrer muito; mas, em vez de melhorar, ela havia piorado cada vez mais. 27Ela havia escutado falar de Jesus; então entrou no meio da multidão e, chegando por trás dele, tocou na sua capa, 28pois pensava assim: “Se eu apenas tocar na capa dele, ficarei curada.” 29Logo o sangue parou de escorrer, e ela teve certeza de que estava curada. 30No mesmo instante Jesus sentiu que dele havia saído poder. Então virou-se no meio da multidão e perguntou:
– Quem foi que tocou na minha capa?
31Os discípulos responderam:
– O senhor está vendo como esta gente o está apertando de todos os lados e ainda pergunta isso?
32Mas Jesus ficou olhando em volta para ver quem tinha feito aquilo. 33Então a mulher, sabendo o que lhe havia acontecido, atirou-se aos pés dele, tremendo de medo, e contou tudo. 34E Jesus disse:
– Minha filha, você sarou porque teve fé. Vá em paz; você está livre do seu sofrimento.
Jesus e a filha de Jairo
Mateus 9.23-26; Lucas 8.49-56
35Jesus ainda estava falando, quando chegaram alguns empregados da casa de Jairo e disseram:
– Seu Jairo, a menina já morreu. Não aborreça mais o Mestre.
36Mas Jesus não se importou com a notícia e disse a Jairo:
– Não tenha medo; tenha fé!
37Jesus deixou que fossem com ele Pedro e os irmãos Tiago e João, e ninguém mais. 38Quando entraram na casa de Jairo, Jesus encontrou ali uma confusão geral, com todos chorando alto e gritando. 39Então ele disse:
– Por que tanto choro e tanta confusão? A menina não morreu; ela está dormindo.
40Então eles começaram a caçoar dele. Mas Jesus mandou que todos saíssem e, junto com os três discípulos e os pais da menina, entrou no quarto onde ela estava. 41Pegou-a pela mão e disse:
– “Talitá cumi!” (Isto quer dizer: “Menina, eu digo a você: Levante-se!”)
42No mesmo instante, a menina, que tinha doze anos, levantou-se e começou a andar. E todos ficaram muito admirados. 43Então Jesus ordenou que de jeito nenhum espalhassem a notícia dessa cura. E mandou que dessem comida à menina.

Um dos principais da sinagoga, chamado Jairo, apela ao Senhor Jesus para curar a sua filha. Mas, estando o Mestre a caminho de sua casa, uma mulher, a qual médico nenhum conseguira curar, busca secretamente valer-se de Seu poder. Querido amigo, talvez você já tenha buscado em vários lugares o remédio para purificar o seu estado de miséria moral; o Senhor Jesus hoje ainda está passando perto de você, talvez pela última vez. Faça o mesmo que essa pobre mulher fez: toque na orla de Suas vestes (conforme 6:56)!

A mulher sabe que foi curada e o Senhor sabe também. Mas é necessário que todos ouçam a respeito disso; eis por que o Senhor Jesus quer que ela vença a sua timidez e proclame publicamente “toda a verdade”. Desse modo, em resposta a sua fé, ela ainda obtém uma palavra de graça infinitamente mais maravilhosa do que simplesmente a cura física: “Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz” (v. 34).

Nesse meio tempo, a casa de Jairo estava cheia de alvoroço e choradeira (embora esta não fosse muito sincera – vide v. 40). Mas o Senhor Jesus conforta a esse pobre pai com uma palavra que faz dirigir os pensamentos deste homem (e os nossos também) a Deus: “Não temas, crê somente”! (v. 36). Então, mediante outra palavra, “Talita cumi” – expressão tão comovedora que o Espírito até no-la reservou no mesmo idioma falado pelo Senhor – Ele dá a vida de volta à menina, ressuscitando-a!

Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens!

Segunda-feira 22 Outubro

Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens! (Lucas 2: 14).

A GUERRA E A PAZ

A guerra e a paz foi o assunto escolhido para a aula. O professor soube entusiasmar os alunos falando sobre paz. Discutiu-se muito acerca da possibilidade de evitar a guerra. Todos estavam de acordo de que fazer a paz sem armas seria uma poderosa fórmula publicitária. Timidamente, um aluno comentou que Caim matara Abel quando ainda não havia armas. O professor não soube o que responder e continuou pensando sobre a abolição das armas.

O que a Bíblia diz a respeito desse assunto? Ela mostra que a verdadeira causa das guerras está no coração dos seres humanos (Tiago 4:1-2). Adão e Eva pecaram, e em conseqüência, o coração humano se tornou uma fonte da qual procede o mal, tanto em forma de pensamentos quanto em ações. Se formos sinceros, reconheceremos que dentro de nós mesmos existe inveja, ódio, inimizade, impaciência. Já no caso de Caim e Abel é evidente que a inimizade foi o profundo e verdadeiro motivo que levou ao primeiro assassinato. Acontece o mesmo nas guerras.

Quando o Salvador nasceu, nos campos de Belém, os anjos anunciaram: “Paz na terra.” Porém, o Príncipe da paz, Jesus Cristo, foi desprezado, e com Ele a paz na terra também. O salmista havia dito profeticamente: “Pacífico sou, mas, em eu falando, já eles estão em guerra” (Salmo 102:7). Só haverá paz quando Cristo aparecer pela segunda vez e estabelecer Seu reinado de paz, depois de haver julgado todo o mal.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles deixaram imediatamente as redes, e o seguiram.

22 de Outubro

“E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles deixaram imediatamente as redes, e o seguiram.” Mateus 4.19-20

Quando o Senhor disse para Pedro: “…e te levará para onde não queres”, este foi um novo e mais profundo chamado para o discipulado, pois Pedro já ouvira uma vez o chamado do Senhor no lago de Genesaré. Depois da crucificação e ressurreição, o Senhor já havia chamado Pedro para o discipulado, dizendo: “Segue-me.”

Por que então o Senhor o chamou uma segunda vez? É que existem dois tipos de discipulado: um exterior e um interior. O discipulado exterior não tem como conseqüência a renovação do coração, de modo que a pessoa em questão não alcança uma vida frutífera e vitoriosa. Mas o discipulado interior tem como conseqüência uma renovação radical. A ausência de poder dos cristãos dos dias atuais tem sua origem no fato de seguirem o Senhor apenas exteriormente. Queremos nos examinar seriamente, e orar: “Senhor, guarda-me de Te seguir apenas exteriormente.” Aquele que não conhece o discipulado real, que não segue a Jesus de todo o coração, carrega as conseqüências: falta-lhe o poder do alto e em sua vida não há o amém que vem do santuário.

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)