EM CRISTO, NOVA CRIATURA Leia: Coríntios 5:17 Portanto, se alguém está em Cristo é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!2 Coríntios 5:17

Yelena, uma dedicada avó da Ucrânia, tinha uma notícia alegre para contar. Seu neto havia se tornado cristão! Ele era alcoólatra e sua família pensava que ele acabaria preso. Mas o Evangelho mudou drasticamente a sua vida. Yelena diz que é um milagre. Seus vizinhos ainda não conseguem acreditar que ele agora recebe as pessoas na sua casa para estudar a Bíblia e não para beber!O apóstolo Paulo diz que quando o poder e graça de Deus tocam o coração humano, uma mudança espetacular acontece. Não é nenhum tipo de fingimento ou disfarce. Em Cristo, o antigo pecador se torna uma nova pessoa por dentro. Devemos lembrar que no princípio todas as coisas foram feitas através de Cristo. Mas a criação original se sujou com o pecado. E agora — novamente através de Cristo — podemos ser restaurados ou recriados. É por isso que Cristo tem um papel tão importante em nossa caminhada de fé.Em Cristo nos reconciliamos com Deus ao nos comprometermos pela fé. Nosso relacionamento com Deus não pode ser restabelecido sem seu Filho. E quando nos unimos a Deus, nos tornamos embaixadores de Cristo. Fazemos parte do seu corpo diplomático, convidando outros para se reconciliarem com Deus?
Pense:

Em Cristo, o antigo pecador se torna uma nova pessoa por dentro.
Ore:

Pai Celestial, graças te damos por teu Filho, Jesus Cristo! Nele nos tornamos nova criação. Abençoa o nosso ministério como fiéis embaixadores de Cristo, aonde quer que o Senhor nos mandar. Amém.

Siehe, Kinder sind ein Erbteil vom HERRN, Leibesfrucht ist ein Lohn: Aber Jesus sprach zu ihnen: Lasset die Kindlein und wehret ihnen nicht, zu mir zu kommen; denn solcher ist das Himmelreich!

Versículos de hoje

Eis que os filhos são herança da parte do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Salmos 127:3

Jesus, porém, disse: Deixai as crianças e não as impeçais de virem a mim, porque de tais é o reino dos céus. Mateus 19:14

No palácio do sumo sacerdote, os escribas e anciãos já estavam reunidos para consumar a suprema injustiça

Mateus 26:47-58

Um discípulo não havia dormido como os demais. Era Judas. Ei-lo aqui, à frente de uma tropa ameaçadora que veio para prender Jesus. E que recurso escolhe o miserável para atraiçoar o seu Mestre? Um beijo hipócrita! “Amigo”, – pergunta-lhe o Salvador – “para que vieste?”. Uma última pergunta, própria para sondar a alma do infeliz Judas. Um último chamado de amor dAquele que disse aos Seus: “Tenho-vos chamado amigos” (João 15:15). Mas é tarde demais para o “filho da perdição” (João 17:12).

Essas setas lançadas à consciência (v. 55) são os únicos atos de defesa dAquele que está entregando a Si mesmo. Os discípulos são impotentes, contudo, mais de doze legiões de anjos estavam, por assim dizer, em pé de guerra, prontas para intervir se Ele pedisse ao Pai. Porém Sua hora havia chegado. Longe de esconder-se ou de defender-se, Jesus, ao contrário, refreia o braço de Seu discípulo por demais impulsivo, aquele que pouco depois iria mostrar a verdadeira medida de sua coragem, fugindo como os companheiros.

No palácio do sumo sacerdote, os escribas e anciãos já estavam reunidos para consumar a suprema injustiça (Salmo 94:21).

Pilatos lhes disse: Mas que mal fez? E eles cada vez clamavam mais: Crucifica-o. Então, Pilatos, querendo satisfazer a multidão, soltou-lhes Barrabás, e, açoitado Jesus, o entregou para que fosse crucificado

Quinta-feira 4 Outubro

Pilatos lhes disse: Mas que mal fez? E eles cada vez clamavam mais: Crucifica-o. Então, Pilatos, querendo satisfazer a multidão, soltou-lhes Barrabás, e, açoitado Jesus, o entregou para que fosse crucificado (Marcos 15:14-15).

A PROVA DECISIVA DO HOMEM

Nas cenas da condenação e crucificação de Jesus contemplamos a prova decisiva do homem, comprometendo a responsabilidade individual de cada pessoa envolvida nelas.

Pilatos ocupava a sede da autoridade civil; porem, em vez de fazer reinar a justiça, cedeu à pressão popular e condenou quem ele próprio reconhecera como justo.

Os soldados que serviam sob as ordens se mostraram cruéis e zombadores.

Os escribas e sacerdotes que constituíam o clero da época buscaram falsas testemunhas para condenar Jesus, e a
multidão aderiu à conduta de seus líderes, mostrando a pior ingratidão ao que lhe fizera tanto bem.

Os que passavam por ali também O injuriaram e covardemente deram vazão a um ódio sem motivo.

Os próprios discípulos abandonaram seu Senhor, foram incapazes de enfrentar a situação.

A humanidade foi coberta de vergonha por causa dessa prova a que foi exposta pela última vez. Em meio a essa avalanche de maldade, desprezo e indiferença, Jesus, crucificado, orou por seus inimgos: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lucas 23:34). Com perfeito amor executou a obra de salvação que o Pai Lhe encomendara (João 17:4), de maneira que todos os que crêem nEle obtém o perdão divino.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

Haverá homens que desmaiarão de terror e pela expectativa das cousas que sobrevirão ao mundo; pois os poderes dos céus serão

4 de Outubro

“…Haverá homens que desmaiarão de terror e pela expectativa das cousas que sobrevirão ao mundo; pois os poderes dos céus serão abalados.” Lucas 21.26

Uma grande tensão se estende hoje sobre a humanidade; tudo caminha em direção a uma hora difícil e decisiva. Essa tensão não se estende apenas sobre as nações como um todo, mas principalmente sobre centenas de milhares de pessoas individualmente. Por que existem tantas pessoas aborrecidas da vida? Porque todas as decisões que tomaram não trouxeram a solução das mais profundas necessidades da vida. Por isso, decida-se por Jesus! Dê uma resposta clara à pergunta de Pilatos: “Que farei então de Jesus, chamado Cristo?” Diga sim ao Filho de Deus. Para quem tomou essa decisão clara e decididamente todas as outras decisões já foram tomadas, por mais difíceis e pesadas que elas possam parecer. Pois com o nosso sim a Jesus Cristo todas as outras questões de nossa vida se solucionam maravilhosamente. Quem se abriga nEle tem sua vida totalmente renovada. Aquele que se decide por Jesus terá sua maior sede e fome saciadas para sempre. Essa pessoa tem um rumo de vida bem claro, e seu andar recebe uma orientação decisiva.

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

A ÁGUA DA VIDA Leia:João 4:7-15João 4:7-15

A composição do corpo humano consiste de dois terços de água. Não é à toa que temos sede com tanta freqüência! Em uma jornada, mais importante que a comida, é levar água fresca.Quando Jesus falou sobre água com a mulher na Samaria, ele falava sobre a Água da Vida. Naqueles dias — e ainda hoje no Oriente Médio — água fresca era um bem precioso. Todos precisam dele para sobreviver. Mas Jesus diz que a água que ele dá traz vida. É água viva que brota dentro de nós para nos dar vida eterna!Muitos versos no Antigo Testamento falam que ter sede de Deus é como querer uma bebida fresca. Deus é chamado de fonte da vida e rio de água viva. Na história da mulher de Samaria, água viva significa vida eterna. Ao saciarmos nossa sede com a Água da Vida, nunca mais teremos sede. O Espírito Santo provê esta Água da Vida em nosso interior para que possamos beber dela continuamente. Não é possível empreender uma jornada de fé sem levar a água da vida. Só Jesus pode nos mostrar a saída do nosso deserto espiritual. Só Jesus pode saciar nossa sede de Deus e satisfazer os desejos mais profundos da nossa alma.
Pense:

Jornada espiritual sem Água da Vida é entusiasmo passageiro que acaba no primeiro deserto.
Ore:

Senhor, somos-te gratos porque tu renovas espiritualmente nossas almas com a Água Viva. Ajuda-nos a compartilhar este maravilhoso dom com as pessoas sedentas que encontrarmos. Em nome de Jesus. Amém.

Versículos de hoje因這異象關乎一定的日期,很快就要實現,決不徒然;縱有遲延,仍當等候,因為它一定會來到,絕不耽誤。” Habacuque 2:3這世代終結的預兆(可13:3~13;路21:7~19)耶穌坐在橄欖山上,門徒暗中前來問他:“請告訴我們,甚麼時候會有這些事呢?你的降臨和這世代的終結,有甚麼預兆呢?” 耶穌回答他們:“你們要小心,不要被人迷惑; Mateus 24:3,4

Versículos de hoje

Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará. Habacuque 2:3

E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Mateus 24:3,4

Cheio de confiança em si próprio, Pedro declarou-se pronto para morrer com o Senhor. Mas veremos que ele não irá muito longe.

Mateus 26:31-46

Cheio de confiança em si próprio, Pedro declarou-se pronto para morrer com o Senhor. Mas veremos que ele não irá muito longe.

A seguir, tendo convencido os discípulos orar e vigiar com Ele, o Senhor Jesus adentra sozinho no jardim, onde daria a prova suprema de Sua submissão à vontade do Pai. Esta vontade, cuja realização foi o constante deleite do Filho, envolve agora uma dupla e terrível necessidade: ser abandonado por Deus (algo infinitamente triste para o coração do filho amado); e o pecado que deveria levar, cujo salário é a morte – (algo infinitamente angustiosa para o Homem perfeito). A tristeza e angústia invadiram a Sua alma (v. 37). Oh, Ele está consciente do terrível caminho até a cruz, do qual Satanás, ainda naquele momento, tenta dissuadi-LO. Porém, Ele aceita o cálice das mãos de Seu Pai: “Faça-se a tua vontade”.

Em Sua graça, Deus nos permitiu assistir a essa provação do Senhor no Getsêmani, escutar Sua oração urgente e dolorosa. Que o Senhor Jesus nos guarde de termos, como os três discípulos, um coração adormecido e indiferente a Seu sofrimento. E, pelo contrário, que a gratidão e a adoração transborde nossa alma ao pensarmos no grande preço que o nosso Salvador pagou.

Decerto, vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas essas coisas

Quarta-feira 3 Outubro

Ora a teu Pai, que vê o que está oculto.

Decerto, vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas essas coisas [de alimento e roupas].

O mesmo Pai vos ama (Mateus 6:6,32; João 16:27).

UM PAI NOS CÉUS

Muitos cristãos vivem em permanente ansiedade, sempre inquietos e preocupados. Não experimentam de uma maneira prática o fato de terem um Pai nos céus, que cuida e se interessa por cada detalhe da vida deles. Se tão somente cressem que o amor de Deus por eles é real e que em cada circunstância terrena são objetos desse amor no céu, quão libertos dessa carga de inquietude se sentiriam e que serenidade os invadiria!

Que Pai tenho nos céus! Ele se interessa por mim e por todos os meus problemas, pequenos ou grandes. É um Pai que associa Sua glória a tudo o que me concerne. O que faço, posso fazer para a glória dEle, no nome do Senhor Jesus, mediante a força que Ele me dá (1 Pedro 4:11).

Leiamos as palavras tranqüilizadoras do Senhor: “Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis… Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. E, se Deus assim veste a erva, que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pequena fé? Não pergunteis, pois, que haveis de comer ou que haveis de beber, e não andeis inquietos. Porque os gentios do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que necessitais delas. Buscai, antes, o Reino de Deus, e todas essas coisas vos serão acrescentadas” (Lucas 12:22-31).

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo

3 de Outubro

“Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.” Apocalipse 3.20

Você também quer estar com Jesus Cristo? Chegou a hora de começar uma vida com Deus. Talvez você sinta uma fraqueza total, ou seja, uma incapacidade para amar o seu próximo. Você se sente consumido pela ira contra seus adversários? Isso acontece porque Jesus Cristo ainda não tem lugar no seu coração. Se Ele começou a bater à sua porta, é extenuante e custa muito resistir a Ele. Se agora você O receber em seu coração, no mesmo instante, juntamente com Ele, Deus lhe dará tudo aquilo que você tanto necessita. Está escrito que “o amor de Deus é derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado.” Então ira e rebeldia se afastam do seu coração. A natureza de Deus invade seu ser porque Ele entra no seu coração por meio de Jesus Cristo. Só assim você terá condições de amar seus maiores inimigos e abençoá-los em oração. De repente, você anda no amor de Deus e começa a se dar conta de como são bons os pensamentos e planos que Ele tem para com a sua vida. Seu andar se torna um andar no caminho das alturas!

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)