Mensagem à Igreja a Noiva de Jesus

Mensagem à Igreja

 

Depois de revelar-se a João, o Senhor Jesus mostra-nos o amor e cuidado com seu povo, envia-nos sua mensagem, fala com sua igreja nas suas particularidades, revela suas dificuldades e salienta suas virtudes. Quero chamar sua atenção para uma peculiaridade das cartas envidas as igrejas, Jesus manifestou-se a João, e lhe mostrou que tem as estrelas (anjos, mensageiros) nas mãos e passeia entre os castiçais (as igrejas).

Apocalipse 01:20
20 – Eis o mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete candeeiros de ouro: as estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas.
Mesmo assim Ele lhes manda uma carta através de um mensageiro, Ele mesmo não poderia lhes falar? Afinal passeia no meio dela e tem os mensageiros nas mãos. Isto é um verdadeiro desafio para mim e para você. Ele pode nos falar diretamente, pois está conosco constantemente, porem basicamente usa pessoas para este propósito. Ele terceiriza a mensagem; fala á João, para falar ao anjo da igreja, para que este fale a sua igreja, e no final de cada carta diz o seguinte: quem tem ouvidos para ouvir ouça o que o Espírito diz à igreja. Aceite o propósito de Deus, Ele usa pessoas, fala através delas, ama através delas, se expressa através de pessoas, é um verdadeiro desafio crer e aceitar isto, porem ele mostra com clareza neste texto que é assim que ele age nesta terra.

• EM ÉFESO – Era a maior cidade da costa oeste da Ásia Menor. Como um centro de comércio marítimo e rodoviário da região, Éfeso era uma próspera comunidade urbana. No final do primeiro século D.C era a quarta maior cidade do Império Romano. Os romanos fizeram de Éfeso o centro administrativo da província da Ásia. O governador e outros oficiais de Roma entravam na província através do porto e conduziam muitos dos seus negócios na cidade. Renomados santuários religiosos, como o espaçoso teatro, e elegantes prédios públicos deram a Éfeso um lugar integral na vida cultural de toda região. Na metade do primeiro século D.C, Paulo trabalhou em Éfeso por diversos anos.

Apocalipse 02:01-07

01 – Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
02 – Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos;
03 – e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste.
04 – Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
05 – Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.
06 – Tens, porém, isto, que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço.
07 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.
Na mensagem do Senhor Jesus á sua igreja em éfeso, Ele se apresenta como “aquele que tem nas mãos as “estrelas” (anjos, mensageiros), e anda no meio dos castiçais. Revela o Senhor que Ele esta perto, não distante, alheio ao que acontece ao seu povo, e tem o domínio de tudo que lhes acontece, por isso conhece as sua obras e o seu trabalho. Obras que falam de nossa edificação espiritual, podemos edificar com vários tipos de material:

I Coríntios 03:12
12 – E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,…
É a edificação de nossa vida espiritual, Ele o Senhor sabe como edificamos, conhece nossas obras, se cultuamos a Ele em espírito, ou não, se o servimos com alegria de coração, ou com tristeza. As obras feitas em ouro, são símbolo de obras feitas com material eterno figurado pelo ouro, o mais nobre dos metais desta terra, são obras feitas em Deus, o Deus eterno, dirigidas e orientadas pelo próprio Deus, Ele é quem orienta dirige e faz através de nós tais obras. Obras feita com prata são nossas edificações espirituais baseadas na redenção que há em Cristo Jesus, a prata é símbolo da redenção que há nEle, o povo judeu era resgatado por moedas de prata na antiga aliança. E as edificações realizadas com pedras preciosas são nossas edificações realizadas pelos dons e vocações do Espírito Santo, nossos dons espirituais, ministérios, vocações, simbolizadas pelas pedras preciosas, que são símbolo das dádivas preciosas do Espírito à igreja do Senhor para sua edificação e aperfeiçoamento. Porem revela o texto citado acima que podemos também edificar em madeira, feno e palha. Edificar nossa vida espiritual em madeira significa a edificação puramente humana, a madeira é símbolo do homem natural, sem vida espiritual, e quando edificamos desta forma revelamos que somos pessoas cujas preocupações e motivações são somente carnais, podemos ter iniciativas que até pareçam espirituais, porem as motivações são apenas a competição, os cargos e etc.

A edificação em feno e palha é a edificação escrava, a motivação desta edificação é o medo do Senhor, o medo do inferno e do sofrimento, é a edificação forçada por algo, por alguém ou por alguma coisa. O povo de Israel durante seu cativeiro no Egito o seu mais pesado fardo foi produzir tijolos com palha apanhada das lavouras, foi o pior momento do cativeiro Judeu no Egito. Avaliemos eu e você! Como edificamos porque Ele revela que conhece nossas obras. Conhece também nosso trabalho, o que realizamos, nossas obras é como edificamos nossa vida, nosso trabalho é o que fazemos, como fazemos, porque fazemos, Deus não é injusto para se esquecer de nosso trabalho diz o apostolo Paulo, sabe de todo o esforço que empregamos para abençoarmos vidas, para ajudarmos as pessoas, Ele revela que conhece nosso trabalho.

Ele revela que conhece a aplicação da sua igreja em Éfeso, sua perseverança, ela não desanima com facilidade, tem um coração constante, prova os que se dizem servos, não se deixa levar por qualquer demonstração de espiritualidade, porem prova as pessoas. É uma igreja que sofre por amor ao seu Senhor sem se desanimar. Porem Ele que está perto, e conhece o coração do seu povo, conhece as motivações do seu coração e revela algo forte para esta igreja: você deixou o primeiro amor. A motivação do coração de muitos ali já não é o amor. Suas obras e trabalho continuam, porem sua motivação são outros interesses que tomaram o lugar do verdadeiro amor no coração de muitos ali, e o Senhor lhe revela esta verdade convidando seu povo a retornar ao verdadeiro amor, a realizar seus trabalhos e obras através do amor, pois qualquer outra motivação não tem lugar no reino de Deus. O convite é claro e objetivo: arrepende e volta ao inicio, isto às vezes representa perdas, perda de tempo, perda de posição, pois para voltarmos no caminho temos de retornarmos, todo trabalho para chegarmos á alguma posição requer esforço e retornar pode significar “perder tempo e esforço” já despendido, porem não há uma segunda opção a ordem é clara: retornar ao inicio, voltar às primeiras obras. O senhor avisa seu povo que se não houver arrependimento Ele “moverá” o castiçal do seu lugar, Ele mesmos mudará sua igreja de posição, a humilhará. Porem aos que ouvirem e vencerem comerão da arvore que produz vida eterna e com Ele viverão eternamente.

• EM ESMIRNA – Era a principal cidade que disputava com Éfeso e Pergamo a fama de ser chamada de maior cidade da Ásia. Ruas e edifícios se estendiam através do litoral que circundava as montanhas. Fontes emanavam com águas do aqueduto da cidade. Um teatro ficava numa das áreas mais altas da cidade e de lá se contemplava a parte mais baixa da cidade. Esmirna reivindica o título de berço do poeta Homero e construiu um relicário em sua honra. Uma biblioteca, ginásios, termas e um estádio contribuíam para a vida cultural de Esmirna. A cidade atraiu oradores, como Apolônio de Tyana no primeiro século, e outros renomados, no segundo século.
Apocalipse 02:08-11
08 – Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto e reviveu:
09 – Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que dizem ser judeus, e não o são, porém são sinagoga de Satanás.
10 – Não temas o que hás de padecer. Eis que o Diabo está para lançar alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.
11 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dado da segunda morte.
O Senhor se apresenta à igreja em Esmirna como; o primeiro e o último, o que foi morto e reviveu. Revela que conhece sua tribulação e pobreza. Suas dificuldades e problemas não estavam passando desapercebido pelo Senhor, o fato de passar provações não significava que Jesus não estivesse presente com seu povo e é isto que Ele lhe revela.

Por muitas vezes pensamos que Deus nos abandonou, por que nos vemos cercado de angustias e tribulações, porem não é verdade e esta igreja recebe do Senhor estas palavras de conforto. Agora quero repartir com você uma revelação do Senhor para esta igreja, uma igreja atribulada por perseguições, blasfêmias e sofrimentos, Ele lhe diz que ela é na verdade rica, pois tem consigo a presença constante do Senhor Jesus, mas lhe revela que as angustias e lutas não irão passar, pelo contrario irão se intensificar, o diabo lançará alguns na prisão, e vem ainda dez dias de tribulação. Como ficaria nosso coração se esta experiência de Esmirna se repetisse conosco, esperando uma mensagem de consolo e promessa de vencermos, e Ele nos diz que não acabou, porem esta começando “dez dias de tribulação”, ordena ainda que se preparem até para a morte. Estes dez dias de tribulação nos parece indicar o período de perseguição mais forte que a igreja do Senhor Jesus viveu sob o império romano, o mestre a estava preparando para enfrentar este tempo de perseguição e mortes que se seguiriam. Mostrou-se a ela como o “primeiro e ultimo”, aquele que determina o começo e o fim de tudo, as perseguições e dores não estão fora de sua permissão, nada acontece sem que Ele permita, e Ele mesmo decreta o fim das coisas, manda que ela seja fiel até a morte porque Ele é o exemplo: “o que foi morto e reviveu”, e quem for fiel, a morte não representa o fim, assim como Ele venceu a morte nos promete também a vitória, quem vencer nunca morrerá.

• EM PÉRGAMO – Foi a maior cidade no oeste da Ásia Menor nos tempos do Novo Testamento. Está situada em um espaçoso vale, a 26 quilômetros do mar Egeu, naquilo que é hoje a Turquia. Séculos antes de Cristo, Pergamo foi uma capital independente do império. Seus templos impressionantes, biblioteca e recursos médicos fizeram de Pergamo um renomado centro cultural e político. No tempo em que o Apocalipse estava sendo escrito, Pergamo tornou-se parte do império Romano, mas por causa da localização e importância, os Romanos usaram-na como centro administrativo da província da Ásia.
Apocalipse 02:12-17
12 – Ao anjo da igreja em Pergamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois gumes:
13 – Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.
14 – entretanto, algumas coisas tenho contra ti; porque tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, introduzindo-os a comerem das coisas sacrificadas a ídolos e a se prostituírem.
15 – Assim tens também alguns que de igual modo seguem a doutrina dos nicolaítas.
16 – Arrepende-te, pois; ou se não, virei a ti em breve, e contra eles batalharei com a espada da minha boca.
17 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer darei do maná escondido, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

O Senhor Jesus se apresenta a igreja em pérgamo como aquele que tem a espada aguda de dois gumes; sua palavra que penetra até a divisão da alma e espírito humano.
Apocalipse 04:12
12 – Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.
Revela que sabe onde ela habita, pois está onde esta o trono de satanás. Revela que ela habita no lugar onde satanás esta entronizado como deus. A cidade de pergamo abrigava o santuário de adoração ao imperador romano, que a si mesmo se intitulou “divindade”, ou filho dos deuses. Esta adoração ao imperador era na verdade em ultima estância, uma adoração ao próprio satanás, que por traz da vaidade humana, recebe a adoração dos homens. Toda vez que o homem toma o centro da adoração, por detrás está a adoração ao inferno que é o real motivador de tais praticas a fim de enganar as pessoas e roubar a adoração ao Deus verdadeiro. O senhor Jesus revela que tem achado sua igreja fiel, dá testemunho de pessoas que foram até a morte, mais não negaram a fé (Antipas), Ele conhece seus filhos, não se sabe ao certo que era antipas, não era apostolo, não foi escolhido como diácono, ou figurou entre os nomes citados nos relatos de atos dos apóstolos, porem era perfeitamente conhecido do Senhor Jesus, e foi apresentado como exemplo de fé e resistência ao pecado, verdadeiro mártir da fé, por isso não desanime se você não for conhecido das pessoas, Deus te conhece muito bem.

Quero agora lhe falar sobre a repreensão do Senhor Jesus a esta igreja; tens porem ai os que seguem a doutrina de Balaão e dos Nicolaítas. Jesus fala à igreja que pessoas ali “seguem” a doutrina de balaão e Nicolau. Balaão, contratado para amaldiçoar o povo de Israel pelo rei balaque, não pôde fazê-lo, pois Deus não lhe permitiu amaldiçoar o povo de Israel, porem, ele ensinou a balaque como poderia vencê-los. Qual o ensino de balaão? Se atentarmos para a historia ocorrida veremos que balaão ensinou a balaque que infiltrasse mulheres moabitas para fornicar, adulterar, e ensinar a comer sacrifícios aos deuses moabitas, desta forma o amparo de Deus lhes deixaria e balaque os poderia vencer.

Jesus revela que pessoas nesta igreja vivem estas situações. Aprendem a fornicar, prostituir, comer sacrifícios idolatras, e pensam que Deus continua ter comunhão com elas. Preste atenção nesta realidade, não diz o Senhor que tem alguém que lhes ensina isto, pôr que elas seguem estas doutrinas. Para mim esta verdade esta expressa diante de nossos olhos. Existem muitos crentes “autônomos”, eles fazem o que querem, seguem quem querem, recebem somente o que querem receber. Esta igreja Jesus revela este tipo de pessoas, que não se submetem a ninguém e sentem-se os donos da verdade, ninguém sabe nada, somente eles, fazem o que querem, são crentes que dizem se submeter somente a Deus, e não respeitam as autoridades constituídas por Deus nesta terra. A ordem do Senhor aos “autônomos do reino” é arrependam-se, se não serei seu inimigo, batalharei contra eles com a espada da minha boca. Quem vencer herdará um novo nome, uma nova natureza, e comerá do verdadeiro maná escondido; Jesus, o verdadeiro alimento do céu.

• EM TITARA – Era um centro comercial na Ásia Menor (moderna Turquia). Estava localizada num fértil vale no qual passavam rotas de comércio. Embora destruída por um terremoto durante o reino de César Augusto (27 a.C.-d.C. 14), Tiatira foi reconstruída com a ajuda Romana. Produtos têxteis eram os mais importantes em Tiatira. Uma das comerciantes de roupas da cidade era uma mulher chamada Lídia, que conduzia negócios em lugares distantes como Filipos.
Apocalipse 02:18-29
18 – Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes a latão reluzente:
19 – Conheço as tuas obras, e o teu amor, e a tua fé, e o teu serviço, e a tua perseverança, e sei que as tuas últimas obras são mais numerosas que as primeiras.
20 – Mas tenho contra ti que toleras a mulher Jezabel, que se diz profetisa; ela ensina e seduz os meus servos a se prostituírem e a comerem das coisas sacrificadas a ídolos;
21 – e dei-lhe tempo para que se arrependesse; e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.
22 – Eis que a lanço num leito de dores, e numa grande tribulação os que cometem adultério com ela, se não se arrependerem das obras dela;
23 – e ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que esquadrinha os rins e os corações; e darei a cada um de vós segundo as suas obras.
24 – Digo-vos, porém, a vós os demais que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conhecem as chamadas profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei;
25 – mas o que tendes, retende-o até que eu venha.
26 – Ao que vencer, e ao que guardar as minhas obras até o fim, eu lhe darei autoridade sobre as nações,
27 – e com vara de ferro as regerá, quebrando-as do modo como são quebrados os vasos do oleiro, assim como eu recebi autoridade de meu Pai;
28 – também lhe darei a estrela da manhã.
29 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito dia às igrejas.
À igreja em Tiatira o Senhor se apresenta como aquele cujos olhos são como chama de fogo, vê todas as coisas, e tem pés como bronze polido, executa justiça e juízo nesta vida e na futura. Revela-se como o Deus que conhece suas virtudes e trabalho, seu coração firme, perseverante. Revela que sabe que ela tem feito muito, trabalhado mais que no inicio, porem tem contra ela uma grave repreensão: “você tolera Jezabel”. Uma igreja que convive, tolera, alguém que se diz profetiza, ensinar o povo a ser idolatra, e sensual.
A figura de Jezabel é bem conhecida na bíblia, a mulher do rei Acabe, filha de um estrangeiro que se apodera do trono de Israel através da personalidade fraca de acabe. Toma decisões em seu nome e manipula as pessoas conforme sua vontade, alem de sustentar um colégio de profetas falsos de baal e azera. Com esta figura conhecida de Israel, o Senhor Jesus revela que alguém com esta característica tem assumido o controle espiritual do povo, usurpou com a permissão do líder o controle espiritual, ensinando a fazerem suas próprias vontades e trabalhar para a satisfação própria. Jesus lhes adverte que executará juízo, sobre esta profetiza e todos os que aprenderam com ela, diz o Senhor que este ensino é verdadeiramente o profundo ensino do diabo: fazer a nossa vontade própria e trabalhar a qualquer custo para a satisfação pessoal. A ordem é a mesma; arrependimento, pois só o verdadeiro arrependimento trará a cura para tal mal. A promessa a quem vencer e não se submeter aos ensinos do diabo será: autoridade sobre as nações e receber a Estrela da manhã, o próprio Jesus.

• EM SARDES – Foi uma das cidades legendárias da Ásia Menor, onde hoje é a Turquia. No sétimo século a.C, Sardes foi a capital da Lídia. Ouro foi encontrado no rio próximo de Sardes e reis que moravam lá foram renomados por sua riqueza. Os persas capturaram Sardes no sexto século e fizeram dela um centro administrativo para a parte oeste do seu império. A famosa “estrada real” conectava Sardes com outras cidades do leste. Nos tempos do Novo Testamento, Sardes foi parte da província Romana da Ásia.
Apocalipse 03:01-06
01 – Ao anjo da igreja em Sardes escreve: Isto diz aquele que tem os sete espíritos de Deus, e as estrelas: Conheço as tuas obras; tens nome de que vives, e estás morto.
02 – Sê vigilante, e confirma o restante, que estava para morrer; porque não tenho achado as tuas obras perfeitas diante do meu Deus.
03 – Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
04 – Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram as suas vestes e comigo andarão vestidas de branco, porquanto são dignas.
05 – O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
06 – Quem tem ouvidos, ouça o que o espírito diz às igrejas.
A igreja em Sardo o Senhor Jesus se apresenta como aquele que tem os sete Espírito de Deus; e tem as estrelas.
Isaias 11:01-02
01 – Então brotará um rebento do toco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.
02 – E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.
Ele é o senhor Deus todo poderoso, conhece profundamente seu povo, sabe quem somos na individualidade, e não se engana com nossas aparências. Revela para esta igreja que não obstante ela parecer viva, ela está na verdade morta. Jesus revela que não se engana com nossas atitudes exteriores, porem nos conhece no profundo e escondido. Nosso trabalho e afazeres não substituem nossa vida de comunhão e adoração real e sincera a Deus. Esta igreja é rotulada de viva, tem nome, tem aparência, tem trabalho, faz obras, porem a verdade é bem diferente da aparência. Quantos hoje vivem neste mesmo prisma de vida, parecem cristãos verdadeiros, trabalham, são participantes na comunidade da igreja, porem vida espiritual não possuem. O conselho do Senhor Jesus é “lembra do que tens recebido”, lembra das promessas que Deus tem feito a tua vida, considera o chamado que foi te feito pelo Senhor Jesus, e das muitas experiências já vividas na fé. Não deixe que as aparências dominem tua vida não se conforme em ser visto pelos outros tão somente, saiba que Deus nos conhece muito bem, melhor do que nós mesmos. Arrepende-te e vigia, se não serás apanhado de surpresa, é o conselho do senhor Jesus para quem vive de aparências. Revela ainda o Senhor Jesus que tem em Sardes crentes fieis que não se contaminaram suas vestes com este mundo sujo, por isso são dignas de andar com Ele. A quem vencer, com uma vida espiritual real, não de aparências, terá seu nome no livro da vida e o testemunho do Senhor Jesus diante do Pai e seus anjos.

• EM FILADELFIA – Fica num vale aos pés de um platô montanhoso. À parte de baixo e escura, no centro da imagem, mostra a área da antiga cidade. Os reis de Pérgamo fundaram Filadélfia como um posto avançado do seu Reino no segundo século a.C. A cidade estava localizada ao longo de uma importante estrada de viagem que ligava Pérgamo ao norte com Laodicéia ao sul. Nos tempos do novo testamento, Filadélfia fazia parte da província Romana da Ásia. A cidade foi devastada por um terremoto em 17 d.C. e por um tempo as pessoas viveram com medo de tremores. Filadélfia foi reconstruída com ajuda do imperador Tibério.

Apocalipse 03:07-13
07 – Ao anjo da igreja em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecham; e fecha, e ninguém abre:
08 – Conheço as tuas obras (eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, que ninguém pode fechar), que tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.
09 – Eis que farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem, eis que farei que venham, e adorem prostrados aos teus pés, e saibam que eu te amo.
10 – Porquanto guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra.
11 – Venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
12 – A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o meu novo nome.
13 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
Á igreja em Filadélfia o Senhor Jesus se apresenta como o “santo, verdadeiro e que tem a autoridade de Davi”. Ele é o único santo em estado completo de perfeição, nem seus anjos são santo como Ele o é,
Jó 04:18
18 – Eis que Deus não confia nos seus servos, e até a seus anjos atribui loucura;
Ele é a própria verdade e tem a autoridade de Davi nas mãos, a chave. Chaves são símbolo da autoridade sobre o reino, poder de “abrir e fechar” o que se desejar. Revela o Senhor Jesus que conhece as obras desta igreja, isto é como ela edifica sua vida espiritual, sabe que ela não é um poço de fortaleza, possui fraquezas e defeitos, porem lhe revela que por ela o amar e guardar sua palavra, Ele tem posto diante dela uma porta aberta que ninguém pode fechar. Prometendo lhe guardar neste mundo durante os momentos de tribulações e provas. Promete ainda envergonhar os filhos do diabo diante dela, fazendo-os prostram-se. Tais promessas não são por ela ser forte ou trabalhadora em extremo, porem pelo apego a sua palavra. “como guardaste” a minha palavra diz o Senhor Jesus. Se você não se sente tão forte ou uma pessoa com muita capacidade, lembre-se a promessa a esta igreja foi por ela guardar a palavra no coração como o salmista no:
Salmo 119:11
11 – Escondi a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti.
Esconder no coração. O conselho de Jesus para a igreja em Filadélfia é: continua “guardando o que tens”. Não permita que o inferno roube o que Deus tem colocado em seu coração, a semente de fé e esperança que foi plantada pelo ouvir do evangelho, o tempo se aproxima Ele logo virá, promete nos fazer coluna no seu templo, nunca mais nos afastaremos dEle, e escreverá sobre nós o seu próprio nome. Seremos propriedade exclusiva dEle.

• EM LAODICÉIA – Fica no principal cruzamento de estradas dos vales da Ásia Menor, no que é hoje a Turquia. As cidades estavam situadas numa montanha que dava para um vale fértil e majestosas montanhas. Nos tempos romanos, a cidade era um importante centro de administração e comércio. As questões de justiça da região eram ouvidas em Laodicéia e fundos eram depositados nos bancos da cidade para segurança. Embora danificada por terremotos durante o reino de Augusto (27 a.C. – 14 d.C.) e novamente em 60 d.C, a cidade continuou reconstruindo e prosperando.
Apocalipse 03:14-22
14 – Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
15 – Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente!
16 – Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca.
17 – Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;
18 – aconselho-te que de mim compres ouro refinado no fogo, para que te enriqueças; e vestes brancas, para que te vistas, e não seja manifesta a vergonha da tua nudez; e colírio, a fim de ungires os teus olhos, para que vejas.
19 – Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te.
20 – Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.
21 – Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono.
22 – Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
Á igreja em laodicéia, o Senhor Jesus se apresenta como o fim de todas as coisas, o amém, e também o principio de toda a criação de Deus, a testemunha fiel. Para a ultima igreja a receber sua mensagem Ele se apresenta como o inicio e fim de tudo, é Ele quem iniciou sua igreja quem irá aperfeiçoá-la, Ele é a testemunha fiel. Revela que conhece como ela edifica sua vida espiritual; esta não é quente nem fria. Revela para a igreja que sabe que lhe falta definição, escolha. Seus conceitos são sempre muito relativos, não há nada de absoluto para ela, e isto tem destruído sua vida espiritual. A mornidão espiritual a que Jesus se refere é a falta de conceito de pecado, de certo e errado, de querer servir a Deus e ao mundo ao mesmo tempo. Esta situação o Senhor Jesus revela que para Ele é insuportável, Ele preferiria que esta fosse fria ou quente, que fizesse sua opção. Diz mais que ela tem um falso conceito de si mesma se achando rica e abastada, porem é pobre e miserável, cego e nu. Este é o retrato de uma igreja sem conceitos absolutos e tem uma visão errada de si mesma. O consolo para tal igreja é que o Senhor lhe diz que a ama, não obstante tal repreensão ela é amada do Senhor Jesus. O conselho é para arrepender-se e comprar riqueza verdadeira, o próprio Deus:

Jó 22:25
25 – então o Todo-Poderoso será o teu tesouro, e a tua prata preciosa.
O Senhor Jesus lhe diz que não desistiu dela, porem esta á porta e bate, promete que se quisermos ouvir, Ele entrará fará uma verdadeira festa conosco. A quem vencer Ele promete: reinará comigo.Estas mensagens enviadas pelo Senhor Jesus á sua igreja fala conosco em todo tempo. Era na verdade o que estava acontecendo naquelas igrejas da Ásia menor, naquele momento, porem é também a realidade de sua igreja ao redor do mundo, hoje em todo lugar existem igrejas como Efeso, que trabalham tanto, são zelosos, porem a motivação que os impulsionam não é o amor. Igrejas como Esmirna, pobres, perseguidas e frágeis, porem que são ricas da presença de Deus, ou como pergamo, autônomos fazem o que querem, enfim em todo lugar onde há igreja do senhor Jesus esta mensagem continua atual e real. Cremos também que estas sete mensagens representam as sete dispensações da igreja na terra, que começa coma igreja da era apostólica, éfeso, e termina com laodicéia. Enfim esta é a mensagem do Senhor para sua igreja nesta terra, e Ele termina cada uma delas dizendo: quem tem ouvidos ousa o que o espírito diz a igreja.

  

DUAS PORTAS Leia:Mateus 7:13-14″Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição.” Mateus 7:13

13

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela;

14

E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

Ao se aproximar da conclusão do seu sermão sobre a vida no Reino de Deus, Jesus chama seus ouvintes para fazerem uma escolha. Para isto, Ele conta três metáforas — uma sobre duas portas, outra sobre duas árvores e outra sobre dois alicerces. Um local conhecido, hoje em dia na cidade de Belém, é a Igreja da Natividade, construída onde se acredita que Jesus tenha nascido. A imensa igreja tem apenas uma pequena entrada. Para entrar na igreja, através dessa pequena porta, a pessoa tem que se curvar, praticamente tem que se agachar. E a não há possibilidade de entrar levando consigo alguma bagagem.O significado da pequena entrada dessa igreja é claro. Há apenas uma porta por onde se pode entrar no Reino de Deus e essa porta é estreita. Jesus deixa claro que Ele é a única porta para as ovelhas — Ele é o único caminho para o céu e para o dom da vida eterna (João 10:7-9; João 3:16; 14:6).A porta é estreita, mas quando se passa por ela, os campos são verdes, a água cristalina, a proteção é completa. Há fartura, alegria e paz do outro lado, o lado da vida plena em Cristo Jesus.

 

Pense:
O caminho mais fácil nem sempre leva aos melhores lugares.

Ore:
Gratos somos, Pai, porque tu nos convidas a entrar pela porta estreita — para entrar no teu Reino através de Jesus Cristo. Gratos somos por tua salvação, perdão e alegria. Amém.

Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim

Mateus 24:32-51

32

Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.

33

Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.

34

Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.

35

O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

36

Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.

37

E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.

38

Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,

39

E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.

40

Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro;

41

Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.

42

Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.

43

Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.

44

Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis.

45

Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?

46

Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.

47

Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.

48

Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá;

49

E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,

50

Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,

51

E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

 

O Senhor interrompe Sua exposição profética para exortar os Seus à vigilância e ao serviço (v. 32-44). O juízo cairá repentinamente sobre o mundo. Atingirá os incrédulos e zombadores. Alcançará igualmente os indiferentes, os indecisos e os filhos de crentes que não aceitaram a Jesus como seu Salvador pessoal. Será este último o seu caso? “Por isso estai vós apercebidos também”, diz o Senhor (v. 44 – E.R.C.). E para estar preparado, devemos acolher o Senhor Jesus como Salvador pessoal. No versículo 45 é atribuído aos que nEle creram um maravilhoso serviço: o de distribuir no seu arredor o alimento, que é a Palavra (Atos 20:28; 1 Timóteo 1:12). Pois há dois requisitos: a fidelidade, para conhecer esta Palavra e não se apartar dela; e a sabedoria, para aplicá-la de acordo com as necessidades e circunstâncias. Porém, na grande cristandade também se encontram os servos maus. Eles têm exercido um duro domínio sobre as almas dos demais; têm-se embriagado com os prazeres do mundo (1 Tessalonicenses 5:7). Por quê? É que, bem no íntimo de seu coração, eles não crêem na volta do Mestre. O servo de Cristo só pode ser fiel e sábio se guardar um precioso segredo: esperar a cada dia pelo Senhor. Conforme exprime o Salmo 130: “A minha alma anseia pelo Senhor, mais do que os guardas pelo romper da manhã”.

Extraído do “Guia Devocional do Novo Testamento” – literatura@terra.com.br

Versículos de hoje 27/09/2007Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse. Isaías 25:8 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Romanos 12:12

8

Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse.

Destruirá á la muerte para siempre; y enjugará el Señor toda lágrima de todos los rostros: y quitará la afrenta de su pueblo de toda la tierra: porque Jehová lo ha dicho.

12

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

Gozosos en la esperanza; sufridos en la tribulación; constantes en la oración;

 

8Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse.



















































12

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;






















8

Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse.

He hath swallowed up death for ever; and the Lord Jehovah will wipe away tears from off all faces; and the reproach of his people will he take away from off all the earth: for Jehovah hath spoken it.

12

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

rejoicing in hope; patient in tribulation; continuing stedfastly in prayer;

A aparência deste mundo passa.Temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez (1 Coríntios 7:31; Hebreus 10:10).

Quinta-feira 27 Setembro

A aparência deste mundo passa.

Temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez (1 Coríntios 7:31; Hebreus 10:10).

MAIS DURÁVEL QUE O BRONZE

Horácio, poeta latino do primeiro século de nossa era, começou da seguinte maneira um de seus poemas:

Acabei um monumento

mais durável que o bronze,

mais majestoso que as pirâmides,

nada poderia destruí-lo.

Hoje em dia, além dos que estudam certos assuntos ou os especialistas em letras clássicas, quem lê as obras de Horácio? Ele perdeu a essência de sua glória, assim como as pirâmides foram despojadas dos tesouros que abrigavam. Nessa terra tudo é vaidade. Tudo acaba desaparecendo. O apóstolo Pedro diz: “A terra e as obras que nela há se queimarão” (2 Pedro 3:10). Porém existe uma obra que os homens não poderão esquecer jamais: o sacrifício de Jesus Cristo.

O Evangelho da cruz não perdeu nada do seu poder. Hoje, como há vinte séculos, cada dia milhares de pessoas são arrancadas do poder de Satanás. Por que essa mensagem tem tanto poder? Porque ela é divina.

Leiamos mais uma vez: “Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8). “Esta é uma palavra fiel e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores” (1 Timóteo 1:15). Você faz parte dos que podem afirmar: O Filho de Deus “me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gálatas 2:20)?

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

“Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.” Jeremias 10.23

27 de Setembro

“Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.” Jeremias 10.23

Não devemos determinar nossos próprios passos, mas, sim, nos deixar levar pelo ritmo do Senhor – devemos nos determinar pela Sua maneira de andar. O andar de Deus se cumpre num caminho bem definido. Jesus seguiu por esse caminho com Seu Pai. Mas este andar com Deus vai contra a nossa vontade, contra a nossa natureza, contra os nossos planos. Amizade com Deus significa inimizade contra a carne. Existem muitas pessoas que querem seguir ao Senhor, e talvez até deixam sua profissão, mas, apesar disso, andam como eles mesmos querem, e não da maneira como Jesus andou. O desejo de andar com Deus não está em nós naturalmente, pois esse andar começa no Calvário. Só ali, onde você se entrega totalmente a Deus, onde você permanece na morte de Jesus, você começa a andar como Ele andou. Somente quando o seu velho homem desaparecer na morte do Senhor Jesus é que o novo homem é capaz de andar com Deus. Pois a nova ligação com Ele começa onde a velha vida morreu: “…logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim.” Só então começa o novo andar com o Deus vivo!

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)