Acredito que o relógio de Deus está apontando cada vez mais para a volta de Jesus e precisamos remir o tempo. Por isso, o motto (prioridade) da minha vida tem sido: “Esperando e Semeando Jesus”.


Eu sou Lincoln Oliveira, casado há 18 anos com Mariane. Minha esposa nasceu em Santa Rosa/RS. Temos dois filhos: Nathalie, 15 anos e Lucas 13 anos. Sou natural de Piracicaba, interior de São Paulo. 

Fui criado num lar cristão; me lembro que aos 12 anos  tinha um certo receio da volta de Cristo. Levei um susto uma vez quando uma tempestade se aproximou; havia escurecido de repente e minha mãe se atrasou naquele dia… Achei que Jesus havia voltado e eu tinha ficado para trás. Nessa época participei de um acampamento cujo tema era: “Quando Deus chama, o que responder? – Eis me aqui!” Até hoje guardo um pequeno boné como lembrança disso. Neste acampamento eu entreguei minha vida a Jesus e também me consagrei ao ministério. Aquele medo da volta de Jesus se foi… e no lugar ficou um profundo desejo de servi-Lo, compartilhando as boas novas de salvação e uma santa expectativa da Sua vinda.

Aos 19 anos participei como voluntário da equipe no Acampamento Palavra da Vida São Paulo.  Deus usou a Sua Palavra para aquecer meu coração e lembrar-me daquela decisão feita aos 12 anos. Ingressei então no Seminário Bíblico Palavra da Vida e após graduar-me Bacharel em Teologia nos casamos (a Mariane participou do grupo EMME). Seguimos então como missionários da Palavra da Vida para o Rio Grande do Sul e lá ficamos por 12 anos. No ano 2000 voltamos para o Acampamento em São Paulo e permanecemos até maio’06 quando Deus nos trouxe para a BBN.

Acredito que o relógio de Deus está apontando cada vez mais para a volta de Jesus e precisamos remir o tempo. Por isso, o motto (prioridade) da minha vida tem sido: “Esperando e Semeando Jesus”.
Ministrar com a BBN é um privilégio por ver a seriedade deste ministério e sua lealdade a Deus permanecendo fiel a sã doutrina revelada em Sua Palavra. Tem sido desafiante participar do levar das “Boas Novas” ao mundo inteiro através das ondas do rádio e internet.

Gosto muito da oportunidade de falar abertamente de Jesus e acompanhar os frutos deste ministério, vendo pessoas se aproximando de Jesus, tendo suas vidas transformadas por Ele. JESUS É O NÚMERO 1!!!

Um  forte abraço!

Lincoln Oliveira

Ilustração

 

 

Gratidão

“Onde Deus se torna doador, o homem se torna devedor”

O homem por detrás do balcão olhava para a rua de forma distraída. Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine. Os olhos da cor do céu brilharam quando viram determinado objeto. A menina entrou na loja e pediu para ver o colar azul-turquesa.

— É para a minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito? — disse ela.

O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou:

— Quanto de dinheiro você tem?

Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e, feliz, disse:

— Isso dá?

Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa.

— Sabe, quero dar este presente para a minha irmã mais velha. Desde que a nossa mãe morreu, ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversario dela e tenho certeza que ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos. O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.

— Tome! Leve com cuidado — disse para a garota.

Ela saiu feliz saltitando rua abaixo. Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:

— Este colar foi comprado aqui?

— Sim, senhora.

— E quanto custou?

— Ah, o preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente — falou o dono da loja.

A moça continuou:

— Mas a minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo!

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem.

— Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. ELA DEU TUDO O QUE TINHA.

O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem, enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho.

A verdadeira doação é se entregar por inteiro, sem restrições. A gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura. Por isso, sejamos sempre gratos, mas não esperemos pelo reconhecimento de ninguém. A gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, mas também reconforta quem oferece.

Deus Ama Você

Como ter vida eterna Com Jesus Cristo

 


 

“Quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto.” Mateus 6:6

Sexta-Feira – 21/09/2007

 

 
 

ORAÇÕES DO CORAÇÃO

Leia:
Mateus 6:5-15

5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. 7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. 8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. 9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10 Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; 11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje; 12 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; 13 E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. 14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; 15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

“Quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto.” Mateus 6:6

 

 Visitei, há alguns anos, um casal que tinha cinco filhos e que morava numa pequena casa. Uma criança atendeu à porta, e eu pedi para falar com um dos pais. “Meu pai não está em casa”, disse a criança, “e a minha mãe está no quarto de oração”. Vim a saber, mais tarde, que todas as manhãs aquela mãe se dedicava à oração e não queria ser perturbada. Soube, também, que como não havia muito espaço na casa, o “quarto de oração” da mãe era um cantinho ao lado do guarda-roupas. Quando ela estava naquele canto, as crianças sabiam que ela estava orando e que não deveria ser interrompida.Quando Jesus diz para orar no nosso quarto em segredo, Ele não está dizendo que é contra orar em público. E quando oramos em público, na igreja ou em casa, devemos sempre nos lembrar de que falamos para Deus ouvir e não para as pessoas ouvirem.Mas o melhor lugar para as orações íntimas é quando estamos sozinhos. Ali não existem distrações. Não há ninguém para impressionar, ninguém para julgar se usamos as palavras certas. O único ali é Deus, para quem derramamos nosso coração, dizendo que o amamos, precisamos dele e queremos servi-lo. Jesus diz que nossas orações devem vir do coração. Pois isto é o que Deus quer: nosso coração.

Pense:
A oração em secreto é o segredo da oração.
Ore:
Abro agora, Pai amado, meu coração. Escuta minha voz cansada e meu coração aflito. Quero contar ao Senhor meus sofrimentos e também minhas alegrias. Fica comigo e fala ao meu coração. Em nome de Jesus. Amém.

 

  

 
 
 

Versículos de hoje21/09/2007

Com a sua voz troveja Deus maravilhosamente; faz grandes coisas, que nós não podemos compreender. Jó 37:5

Os cegos vêem, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho. E bem-aventurado é aquele que não se escandalizar em mim. Mateus 11:5,6

Existe mesmo uma Céu?

Um artigo que mostra algumas descrições que a Bíblia dá do Céu.

Mateus 22:1-22

Mateus 22:1-22

1 ENTÃO Jesus, tomando a palavra, tornou a falar-lhes em parábolas, dizendo: 2 O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho; 3 E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir. 4 Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados já mortos, e tudo já pronto; vinde às bodas. 5 Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu tráfico; 6 E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram. 7 E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade. 8 Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos. 9 Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes. 10 E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados. 11 E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias. 12 E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu. 13 Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. 14 Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos. 15 Então, retirando-se os fariseus, consultaram entre si como o surpreenderiam nalguma palavra; 16 E enviaram-lhe os seus discípulos, com os herodianos, dizendo: Mestre, bem sabemos que és verdadeiro, e ensinas o caminho de Deus segundo a verdade, e de ninguém se te dá, porque não olhas a aparência dos homens. 17 Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não? 18 Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Por que me experimentais, hipócritas? 19 Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram um dinheiro. 20 E ele diz-lhes: De quem é esta efígie e esta inscrição? 21 Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. 22 E eles, ouvindo isto, maravilharam-se, e, deixando-o, se retiraram.

A parábola das bodas do filho do rei completa a dos lavradores maus. Ela mostra o que acontecerá depois da rejeição do Herdeiro. Os judeus, que eram os primeiros a serem convidados, recusaram a mensagem da graça pregada pelos apóstolos (os servos do v. 3). Então estes se voltaram aos gentios (Atos 13:46). Ao convidar os homens, Deus os honra e lhes mostra Sua graça. Você também tem em suas mãos um convite! Mas desprezo e oposição são as duas respostas mais comuns a um tão maravilhoso convite (Hebreus 2:3). Não basta apenas ser convidado (v. 3); nós devemos aceitar e comparecer da forma ordenada por Deus, ou seja, vestidos da justiça que procede do próprio Rei (Filipenses 3:9). O homem do versículo 11 pensou que sua roupa estava adequada. Ele representa os que pensam que podem entrar no céu através de sua justiça própria; eles freqüentam a Igreja sem, porém, ter recebido Cristo como seu Salvador pessoal (cap. 5:20; Romanos 10:3-4). Que confusão os espera e quão terrível será seu destino final!
Os fariseus e herodianos, surdos a esses ensinamentos, aproximam-se com uma pergunta feita para “surpreender Jesus em alguma palavra”: “É lícito pagar tributo a César, ou não?”. Porém, o Senhor discerne a armadilha oculta sob as palavras lisonjeiras. E, respondendo de forma inesperada, o Senhor devolve a flecha aos que a haviam atirado, ao dizer: “Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”. Extraído do “Guia Devocional do Novo Testamento” – literatura@terra.com.br


 

Mas, agora, se manifestou, sem a lei, a justiça de Deus… pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus

Sexta-feira 21 Setembro

Mas, agora, se manifestou, sem a lei, a justiça de Deus… pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Romanos 3:21-23).

21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; 22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; 24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. 25 Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus;

SEJAMOS SOLIDÁRIOS

Perto da minha casa vivia um colega de trabalho de meu pai, excelente ferreiro, mas infelizmente contrário ao evangelho. Trezentos metros acima havia uma casa habitada por uma família rica. O chefe dessa família era o diretor de redação de um importante jornal. Estes, por outro lado, eram cristãos fervorosos, o que os ajudava a enfrentar um doloroso problema: tinham um filho deficiente.

Certa noite, a esposa do jornalista se levantou para ajudar seu filho e viu a luz acesa na casa do ferreiro. Intrigada, creu ouvir um chamado de Deus. Deixou o menino com o marido e foi à casa daquele vizinho. Eles podiam estar festejando e ela corria o risco de ser mal recebida. Ao chegar soube que era uma noite de dor: o chefe da família acabara de morrer repentinamente. Sem fazer barulho, a visitante se uniu à viúva, ajudou a vestir o defunto e colocou a casa em ordem. Permaneceu ali até amanhecer. Somente no dia seguinte ficamos sabendo dos detalhes do acontecido. A viúva não conseguia entender como a ajuda havia chegado de maneira tão inesperada.

Como essa mulher abnegada e solícita, aproveitemos as oportunidades que nos permitam falar de nosso Senhor e Salvador, também através de nossos atos. O apóstolo Paulo exortava os colossenses a andar “com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal” (4:5-6). Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

 

21 de Setembro”Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3.3

21 de Setembro

“Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3.3

Existem cristãos e cristãos: cristãos verdadeiros e cristãos nominais. Satanás, o inimigo das almas humanas, é o grande atrapalhador. Ele gosta de criar confusão, especialmente quando se trata de questões vitais. Posso imaginar muito bem que uma pessoa que ainda não conhece a Jesus como o seu Salvador diga: “Cada um deve escolher o caminho da salvação. Existem tantas igrejas e congregações, tantas seitas e grupos religiosos diferentes que nem se consegue saber quem fala a verdade e quem mente.” Esta é a tática do inimigo, que não quer que você também obtenha a feliz certeza da salvação. Mas num ponto certamente estamos de pleno acordo, ou seja, que Jesus Cristo, o Filho do Deus vivo, não pode mentir! Ele reivindica ser a verdade! Você crê nisso? Você diz: “Perdi minha confiança nas pessoas.” De fato, você não é o primeiro. Você guarda rancor contra certas pessoas que o desapontaram. Mas o que você tem contra Jesus, o Filho de Deus, que por sua causa deixou Sua glória, se tornou homem, e morreu, derramando Seu sangue na cruz? Ele quer que você também possa ver o reino de Deus! Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)