O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois (João 13:7).

Meditações sobre o livro de Deuteronômio (Leia Deuteronômio 29:18-29)

Até agora, o assunto tem sido o povo como um todo. Os versículos 18 a 21 aplicam-se a indivíduos, homens e mulheres que se afastam do Senhor. Erva venenosa e amarga (v. 18) é planta cujos frutos crescem em lugares não cultivados. Quando nosso coração está “em situação selvagem”, não devemos surpreender-nos se certas raízes de amargura se desenvolverem, envenenando nosso espírito com toda a sorte de ressentimento, inveja e animosidade. A cura para isso, de acordo com Hebreus 12:15, é não nos privarmos da graça de Deus.

Este capítulo encerra com um versículo reconfortante. Nossa história, assim como a de Israel, consiste em um lado visível, pelo qual somos responsáveis; e um lado oculto, o da graça, do qual somente Deus tem pleno conhecimento. Certas tapeçarias são bordadas do fim para o início. Enquanto o trabalho é feito, apenas se vêem nós e linhas desordenadas na peça; somente o artesão sabe o que está fazendo. Quando o bordado fica pronto, o desenho surge no outro lado em toda sua beleza e perfeição. “As coisas reveladas” correspondem ao lado visível da obra divina. Aflições, provas, disciplinas por vezes nos parecem contrárias aos planos de Deus. Mas em breve, na magnificência do Lugar Celestial, admiraremos o lado oculto do trabalho de Deus e entenderemos completamente Seu amor.

Extraído do devocional “Boa Semente” – literatura@terra.com.br

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 59 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: