Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito

16 de Fevereiro

“Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Provérbios 4.18)

Observei o poder da luz por ocasião de uma visita aos EUA. As luminárias públicas, na época, iam aumentando a intensidade da luz conforme a escuridão ia chegando. O processo era automático. Enquanto o sol ainda não se punha, elas quase não brilhavam. Mas quando a escuridão aumentava mais e mais sobre a cidade, a luz ficava cada vez mais forte. Nisso, veio-me em mente a nossa situação nestes tempos do fim que ficam cada vez mais escuros. Nossa vocação é ser “…a luz do mundo”. Luz é poder. Se em seu coração realmente foi acesa a “luz clara do Evangelho”, então justamente quando a escuridão da noite cair sobre nós, a luz brilhará com maior intensidade. Na história da Igreja, na época em que igreja e estado eram interligados, isso foi sumamente perigoso para os filhos de Deus. A igreja era uma luz artificial que iluminava os pagãos. Os homens foram cristianizados, mas não evangelizados. Porém, nós, como filhos de Deus, temos hoje em dia – mais do que qualquer outra geração da Igreja de Jesus –, a tarefa de fazer brilhar a nossa luz com intensidade cada vez maior, pois a escuridão aumenta cada vez mais.

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 52 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: