Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei cousas grandes e ocultas, que não sabes

1 de Novembro

“Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei cousas grandes e ocultas, que não sabes.” Jeremias 33.3

Que segredo profundo é o poder sem limites da oração! Tenho receio de falar sobre isso, pois me sinto incapaz de descrever com palavras humanas o poder infinito que Deus revela às pessoas que oram.

Por que oramos? Primeiro, porque Deus, o Pai, nos exorta a isso: “…invoca-me no dia da angústia: eu te livrarei, e tu me glorificarás.” Temos angústias em nossa vida, e o Senhor ouve o clamor do nosso coração. Porém, existe uma angústia interior que obrigatoriamente toma conta de nós quando nos aprofundamos na Palavra e a lemos em espírito de oração. E em meio a essa angústia ouvimos a exortação do Pai: “…invoca-me no dia da angústia.” Em segundo lugar, oramos porque Deus, o Filho, nos estimula a orar: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.” Ele, o Filho de Deus, nos impulsiona a intensificar nossa vida de oração. Pois o “pedir” é uma atitude amena, “buscar” já é um pedido mais sério e insistente, e “bater” significa avançar à presença de Deus, até que Ele abra a porta do santuário para nós.

Extraído do livro “Pérolas Diárias” (de Wim Malgo)

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 59 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: